logo

Telefone: (11) 3024-9500

Caburaí: uma verdadeira aventura no extremo norte do Brasil | Qual Viagem Logo

rio_aila_2

Caburaí: uma verdadeira aventura no extremo norte do Brasil

19 de maio de 2020

Quem tem dentro de si o espírito dos desbravadores e sonha em viver uma aventura “real” pode escolher como destino o Monte Caburaí. O lugar, quase desconhecido entre os aventureiros, desperta o espírito da aventura em uma região onde poucos homens pisaram, em meio a uma selva nativa que guarda ainda segredos e desafios. Chegar ao topo do Monte Caburaí exige condicionamento físico e coragem.

Com 1.465 metros de altitude, localiza-se na Serra do Caburaí, no extremo norte de Roraima, que consiste na borda de um imenso planalto com mais de mil metros de altitude, na fronteira norte do Brasil com a Guiana. Fica no município de Uiramatuã, dentro do Parque Nacional do Monte Roraima.

Foto por Arquivo da Secret. Estadual de Turismo de Roraima

Foto por Arquivo da Secret. Estadual de Turismo de Roraima

A aventura começa e termina em terras indígenas Raposa Serra do Sol, que possui paisagens de rara beleza. Nas proximidades encontra-se a comunidade indígena dos Ingarikó, guerreiros natos, mantendo um forte sentimento de companheirismo. Alimentados por suas crenças verdejantes, são devotos do deus Makunaima (Monte Roraima), que enaltecem a inocência do ambiente que vem purificar o ar que ali se respira. Na comunidade é possível avistar ao longe o paredão do lado brasileiro do Monte Roraima. Habitantes da mata, rodeados por outras comunidades, os Ingarikó conjugam quatro variantes linguísticas, que os diferenciam do restante das outras etnias. Separados em onze comunidades vizinhas, contam com uma população aproximada de mais de 1.500 pessoas.

Foto por Arquivo da Secret. Estadual de Turismo de Roraima

Foto por Arquivo da Secret. Estadual de Turismo de Roraima

Para chegar ao destino é necessário atravessar o rio Panari várias vezes. Em algumas partes, o nível das águas é raso, em outras só é possível sobre troncos que cruzam o rio. No caminho, há cachoeiras e pássaros raros e, na chegada ao topo, as boas-vindas da nascente do rio Ailã, que representa o ponto extremo setentrional do Brasil e banha o estado de Roraima e uma paisagem vista por pouquíssimas pessoas no mundo.

A expedição dura em média dez dias, com caminhadas de seis horas por dia em terrenos acidentados de grandes desníveis. Durante o dia, forte calor e, à noite, temperaturas amenas que trazem como presente uma agradável friagem. Os longos percursos pela vegetação nativa ainda poderão conduzir ao esgotamento psicológico e físico. As possibilidades de chuvas são constantes, independente do período do ano.

Para quem aprendeu que o Oiapoque era o ponto mais extremo do norte do país, vai ter que rever o aprendizado. Já em 1931, a Serra do Caburaí aparecia como ponto extremo do norte brasileiro nas anotações do Capitão Brás Aguiar, chefe da Comissão Brasileira Demarcadora de Limites. De fato, uma simples visualização cartográfica da região evidencia a localização mais setentrional do Monte Caburaí em relação ao Oiapoque.

A Roraima Adventures faz expedições (sob consulta) ao Monte Caburaí a partir de Boa Vista. Entre em contato pelo telefone (95) 3624-9611 ou pelo WhatsApp (95) 99115-1514.

Mais informações em: roraimaadventures.com.br

Texto por: Patricia de Campos

Foto destaque por: Arquivo da Secret. Estadual de Turismo de Roraima

Comentários