logo

Telefone: (11) 3024-9500

Brotas: turismo de aventura | Qual Viagem Logo

abre

Brotas: turismo de aventura

8 de janeiro de 2015

Brotas, a apenas 240 quilômetros da capital, é uma cidade que respira natureza. Cenário perfeito para a prática de turismo de aventura ou ecoturismo, o destino proporciona diversão em terra – com suas escaladas, rapel ou arvorismo – na água – seja num banho de cachoeira ou numa aventura de rafting – e no ar – descendo entre as tirolesas de tirar o fôlego. Dos mais radicais aos mais tranquilos, Brotas concentra a maior oferta de turismo de aventura do Brasil: rafting, boia-cross, canionismo, escalada indoor, rapel, arvorismo, circuito de tirolesas, caminhada na natureza, cachoeirismo, cicloturismo, cavalgada, quadriciclo, passeios off road, entre outros.

Há poucos meses, Brotas conquistou o título de Estância Turística do Estado, junto com Olímpia. A nomeação premia a cidade, que vem investindo no turismo há mais de 20 anos e hoje apresenta uma das estruturas mais completas para os visitantes no interior de São Paulo.

1

O canionismo faz a exploração a pé nas gargantas e cânions das cabeceiras de Brotas. FOTO: LUCIANA PIRES

Para quem quer contemplar a natureza e tomar um banho de cachoeira ou de rio as opções são várias. Abertas à visitação, com infraestrutura para receber o turista, são onze cachoeiras – a queda da mais alta é de 60 metros – e cada uma com um atrativo e um charme específico. Sem falar nas paisagens, que são incríveis graças ao relevo assimétrico das cuestas com encostas cobertas de mata atlântica e pedras de arenito que afloram em meio à vegetação de cerrado.

O Rio Jacaré Pepira, cujas águas no trecho que corta o município tem 89% de pureza, completa o belo cenário e amplia as opções de lazer. As quedas e corredeiras, além de um espetáculo aos olhos, são perfeitas para praticar várias atividades do turismo de aventura. E no trecho que ele é represado, no Bairro Patrimônio, bem pertinho de várias cachoeiras, é o local perfeito para pesca e para vários esportes aquáticos.

O Jacaré Pepira nasce na divisa entre São Pedro e Brotas, na Serra de Itaqueri a 960 metros de altitude e após um trecho de 174 km formando cachoeiras e várzeas exuberantes e deságua no Rio Tietê a aproximadamente 400 metros de altitude no município de Ibitinga. Graças a ele e aos outros rios da cidade, Brotas é reconhecida pela pureza de suas águas.

Considerando o tamanho da cidade – com seus 22 mil habitantes -, ela surpreende com as atrações na área urbana. Além de um bom número de restaurantes, hotéis, teatro, cinema, casa de espetáculos, fica lá o CEU – Centro de Estudos do Universo, que abriga o mais moderno observatório e planetário da América Latina. Perfeito, uma vez que o céu da localidade costuma ser muito estrelado.

3

O arvorismo promove total integração entre o homem e a natureza. Indicado para todas as idades. FOTO: LUCIANA PIRES

Para um final de tarde, nada mais agradável do que passear pela cidade observando os casarões da avenida principal, erguidos na época áurea da atividade cafeeira no município, e visitar o Museu do Café. Claro que comprinhas não podem faltar. Os artesãos locais estendem, principalmente, bordados e artigos feitos de bambu aos olhos dos turistas. E a cidade tem um atrativo especial: um ateliê de cerâmica que, além de comercializar belas peças, possibilita, mediante agendamento, observar a queima do material com técnica japonesa chamada raku.

Outra atração importante do perímetro urbano de Brotas, considerada até o cartão postal da cidade, é o Parque dos Saltos. O Rio Jacaré Pepira “corta” a cidade, formando várias quedas e corredeiras, onde anualmente são realizados vários eventos, principalmente ligados à prática dos esportes de aventura. O lugar abriga ainda um prédio de valor histórico e arquitetônico da antiga usina hidrelétrica do início do século 20, quando Brotas já tinha iluminação pública elétrica, antes mesmo que alguns bairros da capital.

A essência caipira da cidade permanece nas fazendas de turismo rural, onde é possível colher fruta no pé, tirar leite de vaca, passear de charrete e conhecer o processo de fabricação de laticínios. Além é claro, de apreciar um delicioso café do campo, com aquelas delícias com cara de interior. E na mesa é onde também se preserva a cultura regional. A culinária caipira – cujo principal atrativo é o fogão a lenha – está presente em praticamente todos os hotéis e restaurante de Brotas.

E por falar em “clima de roça”, na música sertaneja é que está o filho mais ilustre da cidade. O cantor sertanejo Daniel é nascido lá e levou o nome da cidade para o Brasil inteiro. Ele representa o povo brotense, que tanto gosta de receber seus visitantes. Um povo amigável e festeiro, que valoriza a terra e a natureza, que gosta de compartilhar as belezas naturais com os visitantes, buscando sempre a preservação da natureza e da sua cultura.

Graças a sua localização, Brotas conta com uma grande quantidade de cachoeiras. Elas estão, em sua maioria, em propriedades particulares, sendo necessário o pagamento de uma entrada. Por conta disso, geralmente oferecem estrutura de banheiros, restaurante e camping. Entre as principais estão a Cachoeira das Andorinhas, Cachoeira da Figueira e Cachoeirinha das Nascentes – todas no sítio Três Quedas; e as cachoeiras de Santo Antônio
e da Roseira – situadas no Recanto das Cachoeiras.

AO SOM DOS PÁSSAROS

Brotas reúne todas as condições favoráveis para a prática de birdwatching – a observação de pássaros. Essa atividade envolve lazer, pesquisa científica, conservação e educação ambiental nas mais diversas formas, afinal estes animais são excelentes indicadores de qualidade ambiental.

Devido ao seu nicho ecológico, as aves são essenciais para o ecossistema: são dispersores de sementes ou mudas, polinizadores e preparadores (auxiliam a agricultura no controle de pragas). Existe mais de 180 espécies catalogadas do rico cerrado paulista.

5

Em Brotas também é possível fazer o birdwatching – ou observação de pássaros. FOTO: THINKSTOCK/ KINGFISHER_JPN

Na cidade, o lugar que oferece as atividades de birdwatching é a Fazenda Hotel Areia que Canta. Como o melhor horário para observar os pássaros é bem cedinho, a caminhada, para valer a pena, deve começar às sete da manhã. Depois de andar por quase 20 minutos você começa a perceber que na mata não há exatamente trilhas, mas caminhos que se interconectam. Ali é possível ver a Ariramba da cauda ruiva, o Soldadinho e outras espécies de aves, como o Bacurau, e o Tico Tico Rei, entre outros.

Nos lagos, por exemplo, não é difícil observar Garças e Martin Pescador. O Sabiá-Laranjeira, o João de-Barro e os canarinhos também não se importam com o movimento diário de pessoas. Espécies menos comuns, como o Pintassilgo, são vistas apenas nas áreas menos agitadas. Os melhores horários para encontrá-los são no início da manhã e no fim da tarde. Brotas conta com uma vida noturna típica de cidade interiorana, com a concentração de pessoas principalmente na praça. Mas ainda assim possui restaurantes e bares para atender aos turistas com uma boa comida – no centro, além da comida típica encontra-se também opções de culinária japonesa, lanches, entre outros.

E tudo acompanhado por uma Brotas Beer – puxando bem o r para entrar no clima dos brotenses! Isso mesmo, na cidade existe uma cervejaria artesanal que produz três tipos de cerveja: Pilsen, Weissbier e Dry Stout. Para experimentar uma gelada típica da cidade, basta perguntar por ela nos
hotéis e restaurantes.

Completa as atividades noturnas um passeio ao Cine São José. O tradicional cinema de Brotas foi completamente restaurado pelo cantor Daniel e abriga sala de cinema, cafeteria e chopperia.


Pra quando você for a Brotas:

ONDE FICAR

  • FAZENDA HOTEL AREIA QUE CANTA
    www.areiaquecanta.com.br
  • FRANGIPANI HOTEL POUSADA
    www.frangipani.com.br
  • BROTAS ECORESORT
    www.brotasecoresort.com.br
  • ESTALAGEM BROTAS
    www.estalagembrotas.com.br

ONDE IR

  • BROTAS BAR
    www.brotasbar.com.br
  • CINE SÃO JOSÉ
    www.cinesaojose.com.br
  • ATELIER ANAND
    www.anandatelier.com

ONDE COMER

  • RESTAURANTE MALAGUETA
    www.restaurantemalagueta.com.br
  • RESTAURANTE ARTIGIANALE
    www.artigianalebrotas.webnode.com
  • RESTAURANTE CAMILLO
    www.restaurantecamillo.com.br

COMO CHEGAR

Saindo de São Paulo pela Rodovia dos Bandeirantes (SP-348), seguir até o entroncamento da Washington Luiz (SP-310). Siga por ela até o trevo de Itirapina e entre à esquerda na Rodovia Eng. Paulo Nilo Romano (SP-225), que atravessa Brotas.

INFORMAÇÕES TURÍSTICAS:
www.brotas.com.br


Por Elíria Buso

Comentários