logo

Telefone: (11) 3024-9500

Brasil e Austrália: as diferenças de costumes | Qual Viagem Logo

An iconic warning road sign for kangaroos near Uluru in Northern Territory, Australia

Brasil e Austrália: as diferenças de costumes

7 de abril de 2016

É comum que, ao mudar de país para estudar ou trabalhar, o imigrante se depare com situações estranhas, por não conhecer totalmente os costumes e a cultura de seu novo país de residência. Esse é o famoso choque cultural. Como a adaptação pode ser lenta, vale a pena procurar conhecer ao máximo o país de destino, antes mesmo de viajar.

Na Austrália, por exemplo, há diversos costumes que podem deixar o brasileiro confuso. Se você pensa em viver na Austrália e quer evitar ao máximo um choque cultural, cheque algumas orientações do especialista MaCson Queiroz, diretor da M.Quality (mquality.com.br), empresa de Assessoria em Imigração e Negócios para a Austrália.

Não há nada do tal “jeitinho brasileiro” na Austrália. Ou seja, não há flexibilidade nas regras. Elas costumam ser seguidas à risca. No Brasil, é mais difícil ter o hábito de tirar os sapatos ao entrar em uma casa. Pois na Austrália isso é muito comum e, em muitas casas, só é aceitável que você circule pelos cômodos sem sapatos. Além disso, os australianos gostam de andar descalços até mesmo ao ar livre.

Sydney Harbour bridge and Opera House

Foto por iStock / africanpix

A Austrália é um país em que a água, um dos recursos naturais mais importantes, é bastante escassa. Portanto, o banho geralmente é limitado em até cinco minutos. Essa é uma regra bastante comum em casas que abrigam estudantes estrangeiros. É sempre bom que o estrangeiro adquira essa consciência e contribua para a economia do país.

Você verá a sigla “BYO” em muitos panfletos de festas e até no cardápio e anúncios de alguns restaurantes. Significa “Bring Your Own”, o que quer dizer que você pode levar a sua própria bebida, pois o local não a fornecerá. Esse pedido é muito comum nas festas universitárias, mas alguns estabelecimentos que não vendem bebida alcoólica também permitem que você leve a sua garrafa.

É válido dizer também que os australianos são bem receptivos aos estrangeiros e que a imigração é facilitada pelo governo, principalmente para aqueles que querem trabalhar ou investir.  Porém, como as leis australianas são peculiares e diferentes das do Brasil, é importante contar com uma agência imigratória experiente, especializada e que seja devidamente registrada junto ao governo australiano.

A M.Quality disponibiliza em seu site o “1º Passo Gratuito”, um serviço que avalia se o candidato é elegível para uma das categorias de vistos australianos que pretende requerer. Ao preencher o formulário no site, e sendo elegível a uma das categorias, você recebe um convite para assistir gratuitamente ao vídeo “Elegibilidade e Agora?”, no qual será explicado o escopo do trabalho da M.Quality e demais orientações e esclarecimentos imigratórios.

Texto por: Agência com edição de Patrícia Chemin

Foto destaque por: iStock / FiledIMAGE

Comentários