logo

Telefone: (11) 3024-9500

Bonito é pouco! | Qual Viagem Logo

Ed6-81

Bonito é pouco!

13 de maio de 2014

Paraíso de águas cristalinas e paisagens naturais exuberantes, descobriu no ecoturismo e na preservação do meio ambiente o seu maior patrimônio


Ed6-88

Considerado um dos principais polos do ecoturismo em nível mundial, o município sul mato-grossense de Bonito tem entre suas atrações as paisagens naturais, os rios de águas cristalinas, cachoeiras e grutas cinematográficas e, principalmente, a consciência da preservação e da sustentabilidade. Principal cidade do complexo turístico do Parque Nacional da Serra da Bodoquena, soube preparar a base para explorar o seu grande potencial turístico, que atrai cerca de 390 mil visitantes anualmente vindos de todas as partes do mundo.

Mas essa história premiada teve início nos anos 1970.

Conta-se que após um incêndio na mata, um peão de uma fazenda descobriu um buraco no chão com mais de 70 metros de profundidade. Batizado de Abismo Anhumas, guardava no seu interior um imenso lago de águas cristalinas e uma incrível formação de estalactites.
Depois, surgiram outros locais de grande beleza como a deslumbrante Gruta do Lago Azul, cavernas, cachoeiras e rios de águas transparentes e repletos de peixes coloridos.

A fama tomou proporção global e, nos anos seguintes, Bonito passou a receber um grande números de turistas interessados em conhecer tamanha beleza natural. Uma matéria veiculada na TV Globo ampliou ainda mais o interesse, colocando em risco o futuro turístico do local. Foi então que, em meados dos anos 1990, o instinto de preservação falou mais alto.

Um plano de gestão e manejo foi elaborado entre o poder público e o setor privado. O ambiente natural passou a ser explorado de maneira racional e controlada. Estudos minuciosos estabeleceram o número máximo de visitantes em cada uma das atrações. A fiscalização foi e continua sendo muito rígida. Vouchers reservados com antecedência e comprados diretamente nas agências de turismo credenciadas substituíram o dinheiro vivo e os ingressos. Estava, assim, arquitetada a fórmula do sucesso.

Os fazendeiros locais perceberam que poderiam ganhar dinheiro com o turismo e passaram a reservar o melhor de suas propriedades para a visitação pública. Matas foram cortadas por trilhas planejadas, cavernas e cachoeiras passaram a ser utilizadas para o rapel, os rios – verdadeiros aquários naturais – passaram a ser explorados em flutuações, mergulhos, rafiting e boiacross, circuitos de arvorismo foram criados, o artesanato indígena das tribos terena e kadiwéu ganhou valor e as refeições típicas viraram concorridas atrações.

Os investimentos em empreendimentos hoteleiros, restaurantes e lojas foram consequência natural. É impossível um turista visitar uma localidade qualquer de Bonito sem estar acompanhado por um guia credenciado.

O mais antigo deles e grande precursor da ideia de preservação é o conhecido “Sergio da Caverna”, que há muitos anos defendia a necessidade de explorar o turismo com consciência e cuidados especiais. O apelido ele ganhou quando levava turistas para visitar a Gruta do Lago Azul.

Mas engana-se quem pensa que Bonito é apenas um paraíso para turistas loucos por atividades radicais e adrenalina. Há atividades para todos os gostos e para toda a família, inclusive para quem quer apenas contemplar os magníficos santuários naturais espalhados pela região. Caminhadas, cavalgadas, passeios de bicicleta e observação de pássaros também integram o vasto cardápio de atividades.

A cidade e alguns outros municípios vizinhos reúnem cerca de 40 opções turísticas. Faça suas escolhas que o prazer e a diversão serão inevitáveis.

Estância Mimosa

Ed6-80O passeio inclui caminhada de três horas por uma trilha no interior da propriedade e intercalada com paradas para mergulhos e banhos em um conjunto de dez cachoeiras. Exploração de grutas, observação de animais, um lago com jacarés e um almoço típico da fazenda completam o programa. Informações: www.estanciamimosa.com.br


Balneário Ilha Bonita
Reúne natureza e aventura em um só lugar. Passeios ecológicos em três ilhas com piscinas naturais e cachoeiras. Oferece opção de hospedagem e estrutura com quiosques, tirolesas, trampolins, bares, restaurante, redário e salão de jogos. Informações: www.ilhabonita.com.br


Gruta do Lago Azul

Ed6-81O visual é incrível. Pequenos grupos descem através de escadaria rustica cerca de 120 metros até o lago de águas cristalinas e de tonalidade azul indescritível. Estalactites e estalagmites completam o cenário. O lugar é tombado pelo Iphan desde 1978 como monumento natural e a melhor época para visitação é entre dezembro e janeiro, pela manhã, quando o sol incide diretamente na entrada da gruta.
Informações: www.turismo.bonito.ms.gov.br

 

 


 

Abismo Anhumas
Ed6-86Um buraco no chão com 72 metros de profundidade e iluminado apenas por fendas entre as rochas guarda um imenso lago de águas transparentes. Dependendo da intensidade da luz adquire coloração entre o verde esmeralda e o azul anil. Para descer é preciso estar bem fisicamente, pois a única forma é através de rapel. São permitidos os mergulhos livre e autônomo. Informações: www.abismoanhumas.com.br


Balneário do Sol

Oferece muita diversão para todas as idades no Rio Formoso com tirolesa, trampolim e infraestrutura com quadras de esporte, salões de jogos, churrasqueiras e área de alimentação.
Informações: www.balneariodosol.tur.br


 Nascente Azul
Ed6-85

Uma das mais novas atrações turísticas de Bonito, o passeio tem início na Praia da Capela, segue por uma trilha em meio à mata e culmina com flutuação sobre a incrível nascente com águas azuladas e cerca de oito metros de profundidade. Também serve almoço típico.
Informações: www.nascenteazul.com.br


Rio Sucuri

O cenário é de tirar o folego e a visibilidade de suas águas impressiona.  Flutuar junto aos peixes dá a ideia de estar dentro de um imenso aquário natural. A transparência é possível graças à composição calcária das rochas nas margens e nascente do rio. A correnteza suave empurra os visitantes sobre dourados, pintados e piraputangas de diversos tamanhos. Informações: www.sucuri.com.br


Nascente Rio Sucuri 

Localizada na Fazenda São Geraldo, tem águas cristalinas e convidativas à flutuação. Também oferece passeios a cavalo, de bicicletas e de quadriciclos.
Informações: www.nascenteriosucuri.com.br


Aquário de Bonito

Em uma grande estrutura com mais de 100 mil litros de água estão diversas espécies de peixes da região e também do Pantanal. Aberto diariamente das 9h às 23h.
Informações: tels. (67) 3255-3085 e 8476-8066


Praia da Figueira

Lagoa com 60 mil m2 tem entre suas atrações a flutuação, tirolesa, passeios de caiaque e pedalinhos. Quiosques, restaurante, bangalôs, mirante, playground e o redário à sombra das figueiras completam o cenário. Informações: www.praiadafigueira.com.br


Rafting no Rio Formoso
Ed6-75

Ideal para quem gosta de adrenalina, o passeio de 7 km em potes infláveis passa por quedas d’águas e corredeiras, incluindo paradas para banhos.


Buraco das Araras


Ed6-73

Gruta com 120 metros de profundidade e 160 metros de diâmetro é habitada por muitas araras vermelhas e papagaios. Um passeio contemplativo dura aproximadamente uma hora.


Fazenda Ceita Corê

Local belíssimo, reúne cachoeiras, trilhas e serve um almoço típico regional preparado em fogão à lenha que é imperdível. Informações: www.ceitacoreecoturismo.com.br


Rio da Prata

O passeio de ecoturismo Recanto Ecológico Rio da Prata localiza-se na Fazenda Cabeceira do Prata, situada no município de Jardim,na divisa com Bonito. A fazenda, que concilia o ecoturismo e a agropecuária, oferece trilhas, flutuação, mergulho com cilindro, observação de aves e almoço com pratos típicos da região.
Informações: www.riodaprata.com.br


Gruta São Mateus e Museu Kadiwéu

Ed6-74

Após um percurso de 320 metros de trilhas em meio à natureza chega-se ao interior da gruta. Informações: tel. (67) 3255-3869


Lagoa Misteriosa

Suas águas transparentes são ideais para a flutuação e mergulho. É considerada a sétima caverna mais profunda do país – tem 220 metros de coluna d’água – e uma das mais profundas inundadas do Brasil. O passeio inclui caminhada através de uma trilha que leva ao mirante. O passeio inclui caminhada através de uma trilha até o mirante e uma escadaria com 179 degraus leva ao magnifico espelho d’água. Informações: www.lagoamisteriosa.com.br


Balneário Municipal

Bastante frequentado por moradores da região, que não pagam para entrar, é um dos poucos atrativos que não exige reserva antecipada. Sua infraestrutura de lazer inclui campo de futebol e quadra de vôlei de areia, bares e quiosques com churrasqueiras. Como em uma praia, as margens do rio ficam repletas de pessoas tomando sol. Um mergulho nas águas cristalinas do Rio Formoso e nadar em meio ao cardume de peixes coloridos de diversos tamanhos é inevitável e imperdível. Informações: www.turismo.bonito.ms.gov.br


PARA APROVEITAR MELHOR A VIAGEM

Conhecer as múltiplas opções naturais de Bonito exige tempo e planejamento:

  • A distância entre os atrativos são longas e muitas vezes dependem das condições climáticas;
  • O transporte até a maioria das atrações não está incluso no preço e deve ser contratado separadamente;
  • Levar tênis confortável ou papete para enfrentar as trilhas e cachoeiras;
  • Aconselhável levar toalha e roupa seca para trocar após os passeios que tem atividades com água;
  • As agências de viagens e hotéis dispõem de máquinas fotográficas sub-aquáticas para alugar;
  • Bonito tem um aeroporto e, se possível, escolha seu voo direto pois a distância a partir de Campo Grande é de cerca de 300 km;
  • Não esqueça de escolher e incluir antecipadamente as atrações que irá visitar, principalmente os mais procurados como a flutuação;
  • O período entre 1º de novembro e 28 de fevereiro são os meses de piracema – procriação dos peixes -, o que diminui consideravelmente o volume dos cardumes; 4Os meses de dezembro e janeiro são chuvosos na região o que pode deixar turvas as águas dos rios;
  • A cidade dispõe de apenas quatro agências bancárias – Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal e Sicredi – e caixas eletrônicos que funcional apenas até as 21hs;
  • No comércio, nem todos aceitam cartões de crédito e débito;
  • A principal rua da cidade – a Coronel Pilad Rebuá – está repleta de lojas de artesanato, bares e restaurantes com mesinhas nas calçada. Churrasco pantaneiro, pratos à base de peixes e carne de jacaré estão entre as atrações gastronômicas;
  • Para quem aprecia, não deixe de provar a cachaça típica da região, feita com mel, guaraná em pó e canela.

Informações: tel. (67) 3325-1333 e www.impactotour.com.br

O jornalista viajou a convite da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul e Passaredo Linhas Aéreas com o apoio da Secretária de Turismo Indústria e Comércio de Bonito, da Impacto Operadora de Ecoturismo e sob a proteção do seguro viagem GTA – Global Travel Assistance.

Comentários