logo

Telefone: (11) 3024-9500

BARBADOS: Belezas do Caribe ao estilo inglês | Qual Viagem Logo

Untitled-2

BARBADOS: Belezas do Caribe ao estilo inglês

7 de janeiro de 2015

Não bastasse as praias maravilhosas, os ritmos vibrantes, a culinária especialíssima e o rum dos deuses, conta, ainda, com a hospitalidade e simpatia dos barbadianos. Por tudo isso é um dos destinos favoritos dos ingleses e norte-americanos há décadas. Agora começa a ser descoberto pelos brasileiros.

 Por Roberto Maia


Untitled-1

Barbados fica no Caribe como bem sabemos, porém possui aspectos bem diferentes dos demais destinos da região. Em comum, apenas o sol e a beleza das praias. Colonizada pela Inglaterra, carrega até hoje um jeitinho inglês. A heranças britânica pode ser vista e sentida por todas as partes, principalmente em Bridgetown, a capital do país. Principal porta de entrada da ilha, possui arquitetura londrina, mão inglesa de direção e costumes como o chá da tarde e a pontualidade, por exemplo. Atualmente, Barbados – conhecida como Little England – tem uma população com elevado padrão social e o maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da América Latina e do Caribe. Os barbadianos são educados e hospitaleiros.

Por esses motivos, a ilha é destino certo para turistas em busca de sofisticação, casais em lua de mel, famílias em férias, esportistas e famosos do mundo inteiro. Por conta da área pequena – apenas 430 km2 –, é possível conhecer a ilha de norte a sul em pouco menos de uma hora de carro. Já no sentido leste a oeste, gasta-se apenas pouco mais de meia hora.

Untitled-17

É claro que as praias tomam o tempo e a atenção dos visitantes. Não é para menos. A beleza natural da orla barbadiana é encantadora. Divididas entre o oeste, onde o mar caribenho proporciona um litoral calmo e próprio para relaxar; e o leste, região em que estão os principais pontos para a prática de esportes aquáticos, estão mais de 60 praias paradisíacas espalhadas pelo litoral da ilha. Entre elas destaca-se a Crane Beach, em Bridgetown, considerada como uma das mais belas praias do mundo. Outras excelentes opções e não menos belas são as praias de Bathseba (costa leste), Accra Beach (ao sul) e Silver Sands (costa oeste), a preferida de quem gosta de esportes radicais.O jeito mais gostoso de conhecer a costa oeste é fazer um passeio de catamarã. Isto porque este lado dá acesso a lugares que só se chega de barco. E aproveite as paradas para mergulhar com snorkel e para nadar com tartarugas.

Untitled-3

Barbados é um destino que, na maioria das vezes, supera as expectativas dos turistas. Sem dúvida é um lugar perfeito para quem busca muito conforto, requinte e privacidade.

Para quando você for a Barbados… Fique de olho nas dicas!  

COMO CHEGAR? 

Desde 2010, a Gol Linhas Aéreas – www.voegol.com.br – oferece voo direto aos sábados com retorno aos domingos. A duração do voo entre São Paulo (GRU Airport) e para Bridgetown é de 5h40.

A American Airlines – www.aa.com.br – tem voos com conexão em Miami.

ONDE FICAR? 

Barbados dispõe de acomodações variadas, desde casarões coloniais e charmosas pousadas, até conceituados resorts de 5 estrelas ou 6 diamantes. Outra opção para quem quer exclusividade e requinte é alugar uma das famosas villas barbadianas. São mansões luxuosas que disponibilizam diversos serviços para que o turista não precise se preocupar com nada a não ser aproveitar a estadia. Além do serviço de limpeza, muitas oferecem chefs de cozinha, que preparam as refeições ao gosto do visitante, motoristas, babás e até mordomo. Confira:

5 estrelas – Cobbler’s Cove Hotel, Coral Reef, Little Good Harbour, Ocean Two Resort and Residences, Sand Piper e The House;

4 estrelas – Atlantis, Beach View Hotel, Bougainvillea, Colony Club, Courtyard by Marriot, Hilton, Silver Point Hotel, Southern Palms, Tamarind e The Crane;

3 estrelas – All Seasons Resort, Coconut Court Hotel, Golden Sands Hotel, Pirate’s Inn, South Beach, South Gap Hotel, Time Out e Yellow Bird Hotel;

All Inclusive – Almond Beach Resort, Crystal Cove, Island Inn, Mango Bay, Sandals Barbados, Savannah Beach Hotel, Sea Breeze, Sugar Cane Club, The Club Barbados, Turtle Beach e Waves Beach Resort;

Villas e Condomínios – Altman Barbados Villas, Island Villas, West Coast Villas e WSB Villas.

PACOTES TURÍSTICOS:

Várias operadoras oferecem pacotes turísticos para Barbados. Confira:

ADVtour – www.advtour.com.br

Agaxtur – www.agaxtur.com.br

CVC – www.cvc.com.br

Flytour – www.flytour.com.br

MMTGapnet – www.mmtgapnet.com.br

New Age – www.newage.tur.br

Pomptur – www.pomptur.com.br

Submarino Viagens – www.submarinoviagens.com.br

Tourlines – www.tourlines.com.br

INFORMAÇÕES TURÍSTICAS:

www.visitebarbados.com

IDIOMA: 

Inglês

FUSO HORÁRIO:

Uma hora a menos que o horário oficial de Brasília.

MOEDA:

Dólar Barbadiano (BDS$) O dólar americano também é aceito na ilha e a maior parte das lojas e restaurantes aceitam cartões de crédito.

VISTO:

Brasileiros não necessitam de visto. É necessário apresentar na entrada do país um passaporte válido.

CLIMA:

Com mais de 3 mil horas de sol por ano, possui clima tropical com temperatura média de 2oºC Em agosto a temperatura pode chegar a 40ºC. Uma Untitled-122brisa suave sopra até mesmo nos dias mais quentes. A temporada de chuvas acontece entre junho e outubro. A alta temporada é entre dezembro e abril.

VACINA:

É exigida a vacinação da febre amarela – com no mínimo 10 dias de antecedência – com certificado internacional.

ELETRICIDADE:

115/230 – 50 Hz. As tomadas em Barbados são do tipo padrão americano (duas barras paralelas e achatadas) ou de aterramento (duas barras paralelas e achatadas com uma terceira cilíndrica).

TELEFONAR PARA O BRASIL:

Disque 00 + 55 (código do Brasil) + código da cidade + número do telefone. O serviço Brasil Direto da Embratel não está disponível em Barbados.

TRANSPORTE:

Os ônibus e as vans particulares são a maneira mais barata de se locomover na ilha. Os itinerários podem ser verificados no site www.transportboard.com . Mas, prepare-se para suar, já que esses veículos não dispõem de ar condicionado.

Os taxis são caros e não têm taxímetro. Uma tabela nem sempre respeitada pelos motoristas indicam os preços conforme a distância. Melhor combinar preço antes de entrar no carro.

Se optar por alugar um carro, tenha cuidado ao dirigir, pois em Barbados usa-se a mão inglesa, ou seja, a direção está do lado direito do veículo, o oposto ao que estamos acostumados. E não esqueça do GPS.

 O QUE COMER? 

Comer em Barbados pode ser considerada uma atração à parte. E entre os motivos estão o chefs mundialmente renomados que adotaram a ilha e imprimem seus toques sofisticados na gastronomia local e internacional. A tradicional culinária bajan – termo pelo qual os barbadianos se identificam – pode ser considerada uma mistura de influências africanas, europeias e caribenhas. E o resultado não poderia ser mais saboroso. São pratos únicos, como o peixe-voador, por exemplo, símbolo de Barbados. O peixe que não é servido no Brasil, geralmente é frito, degustado em sanduíches ou com fritas. Há, ainda, pratos preparados com outros peixes e frutos do mar, além de carnes, que podem ser preparados de diversas formas e com o peculiar tempero local.                                                                                                           Untitled-8

Um dos lugares que melhor preparam o peixe-voador é o Mercado de Oistins, um importante mercado de peixes localizado em um vilarejo da costa sul. O peixe-voador é servido frito e acompanhado por arroz com feijão ou então torta de macarrão. No local há um festival com música, artesanato e comidas às sextas e sábados à noite.

Como boa parte da culinária caribenha, muitos dos pratos barbadianos levam pimenta. Muita pimenta. Caso você não goste ou não queira, basta avisar aos atendentes dos restaurantes que não quer sua comida apimentada.

Untitled-13

Enquanto espera o seu prato, peça um drinque preparado com a principal bebida local, o rum. Uma das bebidas  mais antigas do mundo, o rum é considerado uma importante herança cultural do país. Aliás, você sabia que o    rum foi criado em Barbados? Pois saiba que o Brasil tem participação nessa história. A cana usada no processo de  produção foi levada de Pernambuco por volta de 1654, quando os holandeses foram expulsos e partiram para o  Caribe levando a importante matéria prima que originou a bebida. Em toda a ilha existem diversas destilarias e  mais de 1,2 mil lojas que vendem diversos tipos de rum.

PONTOS TURÍSTICOS: 

Duas das destilarias merecem visita: Mount Gay – a mais antiga do mundo e que por dez anos consecutivos  ganhou o prêmio de melhor rum do planeta; e a St. Nicholas Abbey, uma propriedade rural muito bonita e  preservada como nos tempos coloniais de Barbados.

Se conseguir ficar longe das águas cristalinas e de múltiplos tons de azul, não deixe de visitar alguns importantes pontos de atração turística em Barbados. Comece o roteiro por Bridgetown, que concentra pontos históricos como o Parlamento, a Praça da Independência, a Sinagoga, o centro de artesanato Pelican Village, o campo de críquete, as docas e os museus – alguns interativos.

No centro da ilha está o impressionante Harrison’s Cave, um labirinto natural subterrâneo descoberto no começo do século 18. É considerado como um dos pontos mais belos do planeta e permite que o viajante mergulhe em meio a uma beleza natural que inclui estalactites, estalagmites e rios subterrâneos, além de formações rochosas incríveis. O passeio é feito em um carrinho elétrico para diminuir os impactos da visitação.

Untitled-444

A exploração da ilha prossegue com o Island Safari, um passeio em jipes 4×4 através de roteiros diferenciados no lado norte, onde o acesso é mais difícil e poucos turistas vão. São locais lindos, que podem ser percorridos em um dia inteiro ou em meio dia. Alguns passeios combinam jipe com catamarã ou caiaque.

PARA A CRIANÇADA:

Se estiver viajando com crianças prefira o Barbados Wildlife Reserve, um parque com diversas espécimes da ilha – aves, macaquinhos, veados, tartarugas e iguanas -, que interagem com os turistas durante a sessão de alimentação diária. As crianças podem, inclusive, serem fotografadas segurando alguns bichos.

Atração para toda a família é embarcar no Submarino Atlantis, um jeito diferente de mergulhar, sem se molhar e sem precisar se entender com o snorkel. A bordo do submarino Atlantis, o turista desce a 55 metros de profundidade durante uma hora. No fundo do mar, aprecia a vida submarina, antigos navios naufragados e outras maravilhas submersas.

Untitled-6

PRINCIPAIS ATIVIDADES: 

A prática de esportes está entre as atividades mais procuradas em Barbados. A lista é grande e entre os destaques estão o surfe, paddle board, windsurfe, vela, golfe, críquete e polo. Há, também, passeios de submarino e catamarã, mergulho com tartarugas, visitação a navios naufragados e cavernas submersas.  Quem gosta e pratica mergulho se sentirá no paraíso. Há diversos lugares para mergulhar, sendo que Carlisle Bay é um dos pontos mais famosos entre os 34 existentes na ilha. Também pode-se fazer snorkel, scuba diving ou ir até recifes de corais. A época de chuvas – entre julho e novembro – é a menos indicada para os mergulhos.

Untitled-9

COMPRAS:

Em Barbados, os estrangeiros não pagam impostos na compra de produtos importados, basta apenas apresentar o passaporte, como se fosse em um duty free. Existem desde as lojas simples com produtos locais e lembrancinhas do país até o shopping Lime Grove – www.limegrove.com/index.php – que é a céu-aberto e concentra lojas de marca como Cartier, Michael Kors e Armani.

CURIOSIDADES DO LOCAL: 

  • Barbados ficou mundialmente conhecido por ser a terra da cantora pop Rihanna, considerada um orgulho nacional, tanto que no dia 20 de fevereiro – aniversário da estrela – é feriado no país.
  • A paradisíaca ilha do Caribe também é um destino procurado por casais apaixonados de todas as partes do mundo, que passam a lua de mel, casam-se ou simplesmente vivem e curtem romances no país. Um famoso que escolheu Barbados para se casar foi o campeão do golfe, Tiger Woods.
  • A música está presente na vida dos barbadianos. Importante característica na cultura do país, o som está em todas as partes, seja nas ruas, nos ônibus e até nos mercados. Os mais variados ritmos embalam festas populares como o Crop Over, tipo de carnaval da ilha que acontece de maio a agosto; e o Kadooment Day, uma festa na rua na qual todo mundo vai fantasiado.

EMBAIXADA DO BRASIL EM BARBADOS:

The Courtyard, Hastings – Christ Church – Bridgetown – Tels. (1 246) 427-1735 e 435-2113. Atendimento de segunda a sexta-feira, das 9h às 14h. Informações: [email protected] .

CONSULADO DE BARBADOS NO BRASIL:

O Consulado Honorário de Barbados de São Paulo funciona na Rua Dr. Renato Paes de Barros, nº 1017, 5° andar, no Itaim Bibi – Tel. (11) 3847-3829. Informações: [email protected] .

DICA:

Alguns lugares, como restaurantes ou casas de entretenimento refinadas, não permitem a entrada com chinelo, camiseta regata ou bermuda. Portanto, lembre-se de levar na mala uma roupa social.

FIQUE ATENTO: 

A venda e o uso de maconha é ilegal no país, porém é grande e comum a oferta da erva nas ruas.

É proibido o uso de roupas camufladas e a polícia leva isso bem a sério.

 

Comentários