logo

Telefone: (11) 3024-9500

Austrália: dicas para uma viagem de intercâmbio | Qual Viagem Logo

Sydney Opera House and Circular quay, ferry terminus, from the harbour bridge.

Austrália: dicas para uma viagem de intercâmbio

12 de dezembro de 2017

Um destino que alia conhecimento, diversão e tranquilidade, a Austrália tem sido cada vez mais procurada por estudantes na hora de fazer um intercâmbio. Além de permitir uma imersão em uma cultura completamente diferente, ao escolher este país como destino, dificilmente você vai encontrar uma decepção, já que a receptividade do povo australiano é altamente reconhecida, aceitando de portas abertas jovens que desejam treinar seu inglês e desfrutar das maravilhas da terra dos cangurus.

Se o seu objetivo é trabalhar, pode ficar contente: a Austrália tem o maior salário mínimo do mundo: de US$ 9,54 por hora, equivalente a R$ 30,40. Se considerarmos uma jornada de 40 horas semanais, o valor chega a US$ 1.526,00, o que dá aproximadamente R$ 4.863,00. Claro que o custo de vida lá é mais alto, porém a qualidade também é.

Apesar das características semelhantes ao Brasil, como receptividade e clima quente, a Austrália é bem diferente.  Para não ter erro, a Trust Intercâmbio Cultural e Turismo separou algumas dicas para você conseguir se dar bem no país e aproveitar toda a experiência que ele pode proporcionar.

Aqui no Brasil algumas pessoas tem o hábito de andar só com cartão; seja por praticidade ou segurança. Na Austrália é bom andar com dinheiro, pois alguns estabelecimentos só aceitam esta forma de pagamento ou tem um valor mínimo para cartão.

Foto por iStock / FiledIMAGE

Foto por iStock / FiledIMAGE

Um hábito que os australianos têm em comum com os brasileiros é a solicitação de um valor de entrada no caso de locação de uma casa ou apartamento. Tome muito cuidado nesta questão de alugar um lugar para ficar: existe uma lista negra nas imobiliárias em que são colocados os maus inquilinos. Caso você entre nesta lista, dificilmente irá conseguir locar outro imóvel.

Para evitar que você perca o seu passaporte, já que muitas pessoas o usam como forma de identificação, na Austrália você pode tirar um documento semelhante ao RG, que comprova sua identidade.

Além daquele documento citado ali em cima, caso queira trabalhar, você também precisa emitir o TFN, parecido com o CPF, que é o número que seu empregador vai usar para registro e seu contador fazer seu imposto de renda. Uma conta bancária pode ser facilmente aberta só com o seu passaporte e, caso seja estudante, ficará isento de taxas.

Para quem está acostumado com uma vida noturna agitada, pode se preparar para o choque: o comércio fecha às 22h na Austrália. Se quiser fazer uma festa em casa, saiba que supermercados, lojas de conveniência e postos de gasolina não vendem bebida; somente as chamadas Bottleshop (casa de bebidas).

Foto por iStock / Gudella

Foto por iStock / Gudella

Vale lembrar que na Austrália você dirige do lado esquerdo da rua, como na Inglaterra, e o volante fica do lado direito. Cuidado na hora de cair na estrada, principalmente em feriados, já que os pontos de multa dobram. Quando estiver a pé, olhe sempre para a direita primeiro antes de atravessar a rua.

Se estiver cansado de fazer seus trabalhos em casa, fique à vontade: é comum ter Wi-fi de graça no centro da cidade ou nos estabelecimentos comerciais. Se surgir uma dúvida de acesso, pergunte. O povo australiano é muito educado e mesmo que não entendam o que você fala, vão dar um jeito de ajudar. Este é um destino que não tem erro; com muitas paisagens deslumbrantes e uma cultura incrível, é certeiro que você sairá apaixonado por este país.

Texto por: Agência com edição de Patrícia Chemin

Foto destaque por: iStock / africanpix

Comentários