logo

Telefone: (11) 3024-9500

Atóis, civilização Maya e natureza - conheça Belize! | Qual Viagem Logo

Foto por Istock/ Gerald Friedrichs

Atóis, civilização Maya e natureza – conheça Belize!

4 de julho de 2016

Fauna exuberante, águas transparentes, misteriosas ruínas da civilização Maya, montanhas misteriosas. Estas são somente algumas das maravilhas de Belize, um país que possui uma abundante e variada beleza natural. Você pode visitar as ruínas da civilização Maya, explorar cavernas, mergulhar com seu snorkel explorando as profundezas de um mar transparente, curtir praias desertas ou mergulhar junto à segunda maior barreira de corais do mundo.

Belize tem um ecossistema marinho privilegiado, composto de manguezais, atóis, bancos de areia e uma barreira de corais que oferece aos mergulhadores um cenário maravilhoso.

Foto por IStock/ VitalyEdush

Foto por IStock/ VitalyEdush

São pouco mais de 220 mil habitantes que adoram receber turistas. Belize tem uma harmoniosa mistura de raças e de línguas, que vai desde o maya até o inglês, passando pelos garifunas, espanhóis, indianos e chineses.

No início do século XVI, foi palco da resistência da civilização Maya contra os colonizadores espanhóis que, antes de enfrentá-los,  tiveram que superar a dificuldade de transpor a extensa barreira de corais, que protege a litoral daquela região.

Talvez por isso, muito tardiamente se comparado aos demais países americanos de domínio ibérico, foi colonizado pelos ingleses, em 1862. Recebeu, então, o nome de Honduras Britânicas. Com sua recente independência, em 1981 passou a se chamar Belize. Apesar de Belize City, no litoral, ser a cidade mais conhecida, Belmopan, no centro do país, é a capital.

Repleta de histórias e templos da civilização Maya,  40% do país foi transformado em parques e reservas naturais, Belize é ainda agraciada pela vida selvagem preservada e pelas belas florestas tropicais.

Confira alguns motivos pra não deixar de visitá-la:

Above Ground Coffee – Os grãos desse famoso e único café são comprados diretamente dos pequenos produtores independentes da Guatemala, tornando o ciclo de negócios justo e sustentável. Em Belize passam por um rigoroso processo de torrefação. Além do melhor café da região, vale experimentar os famosos cookies, bagels e os melhores chás naturais, produzidos nos pequenos sítios espalhados pelo interior do país.

Foto por Istock/ Simon Dannhauer

Foto por Istock/ Simon Dannhauer

Reserva Marinha de Silk Caye – Na verdade esse espetacular parque marinho está localizado a cerca de 30 km do centrinho de Placência, a reserva contempla uma rica e diversificada vida marinha, com direito a enormes tubarões baleia que podem ultrapassar facilmente os 13 metros.

Vilinha de Placência – Antes do jantar, experimente os pratos de alguns dos inúmeros vendedores de rua. Com certeza eles irão lhe oferecer os frutos do mar mais frescos que você já provou. Não deixe de fazer ao menos uma de suas refeições no Brenda’s Food Shack que oferece decoração inovadora e pratos com paladares inesquecíveis.

Rumfish Y Vino – o restaurante gaba-se de ter a mais completa carta de vinhos da região, mas sugiro provar uma das cervejas locais ou um ginger mojito acompanhado de deliciosos e saborosos croquetes de camarão thai.

Trurtle In –  A boa experiência com a hospedagem pode causar ainda mais paixão pelo destino. Esse resort é comandado pelo cineasta Francis Ford Copola. São 25 bangalôs totalmente decorados em estilo balinês. Em todos o hóspede terá um jardim privativo, a poucos metros do mar transparente, alguns inclusive com piscina exclusiva. Esse hotel é recomendado para casais apaixonados.

Três Atóis – O litoral de Belize é protegido por uma imensa barreira de corais, a segunda do mundo, menor apenas que a da Austrália. São 300 km de extensão. Além da imensa barreira de corais, Belize tem três dos quatro únicos atóis do Oceano Atlântico.  O turista tem a oportunidade de ver uma grande quantidade de golfinhos em suas águas de Turneffe Islands, o atol mais próximo da costa. Gloover’s, mais ao sul, é o que conta com os melhores resorts de mergulho.O famoso Blue Hole (buraco azul), descoberto por Jacques Cousteau em 1972, fica no Atol de Lighthouse, o mais distante, é também o mais fascinante dos três. Trata-se de uma circunferência perfeita, escavada pelo tempo bem no meio da barreira de corais. Tem mais de 300 metros de diâmetro por 135 de profundidade. Uma obra-prima da natureza.

Foto por IStock/  Velvetfish

Foto por IStock/ Velvetfish

Half Moon Caye –  uma das ilhas de Lighthouse, foi transformada em santuário de aves marinhas. De tão pequena, percorre-se todo o seu contorno em apenas uma hora de caminhada. Coqueiros tomam quase toda a sua extensão e inofensivos tubarões-lixas nadam despreocupados na praia, a 50 cm de profundidade. Bem em frente a Half Moon Caye, a mais ou menos 1 km da praia tem um grande esqueleto corroído do naufrágio de um grande cargueiro onde faz lembrar que a barreira de corais não perdoa embarcações à deriva.

Quem voa

Consulte copaair.com.br – voos via Panamá

Ou avianca.com, voos via Lima ou Bogotá

Quem leva

cvc.com.br

visual.com.br  

sanchattour.com.br

Onde ficar

Hamanasi Adventure and Dive Resort

Coco Plum Island Resort

The Phoenix Resort

Texto por: Cláudio Lacerda Oliva

Comentários