logo

Telefone: (11) 3024-9500

As belezas da estação de cheia na Amazônia brasileira | Qual Viagem Logo

unnamed

As belezas da estação de cheia na Amazônia brasileira

22 de março de 2018

As chuvas de verão, juntamente com o descongelamento natural da Cordilheira dos Andes, na costa oeste da América do Sul, transformam a Amazônia brasileira em um local especial para turistas entre março e julho – antes do complexo hidrográfico estar completamente inundado – quando o nível dos rios pode subir até 15 metros, permitindo que mais áreas dentro da selva sejam alcançadas de barco. Durante este tempo, atravessar a selva em canoas de madeira fornece experiências memoráveis, como ver as copas das árvores refletidas mais claramente na água e observar as aves muito mais de perto. Outro grande passeio é ver os botos, e nadar com eles.

Foto por Ita Kirsch

Foto por Ita Kirsch

Cercado pela selva, em uma área preservada de 7.000 hectares (cerca de 17.300 acres), a 3 horas de Manaus, de carro e barco, o Juma Amazon Lodge foi especialmente criado para uma experiência autêntica da Amazônia. Os passeios fornecem uma exploração aprofundada dos igarapés, rios amazônicos, e igapós que são florestas inundadas de águas negras. Recentemente, o Juma Amazon Lodge também construiu uma piscina que flutua dentro das águas do rio Juma, cercada por decks de madeira. Com 8 metros de comprimento por 5 metros de largura, o espaço possui espreguiçadeiras, solário e um bar. A piscina é feita de tela de aço galvanizado, evitando a entrada de peixes e jacarés.

Foto por Caio Fonseca

Foto por Caio Fonseca

Sustentabilidade

Além de usar energia solar para aquecer a água e gerar iluminação, o Juma Amazon Lodge é muito diligente com um descarte correto para o lixo e esgoto produzido pelo hotel. É utilizada uma estação de tratamento e todo o lixo é separado e enviado para um centro de reciclagem. Leilões de caridade e projetos educacionais são realizados para a comunidade local, com doações de roupas e livros.

Como chegar

O Juma Amazon Lodge está localizado em uma região preservada a 100 km (62 milhas) a sudeste de Manaus. De Manaus, o Juma pode ser alcançado em aproximadamente três horas por vans e barcos. A viagem também pode ser feita por hidroavião (30 minutos) mediante solicitação.

Mais informações: jumalodge.com.br

Texto por Agência com edição de Carolina Berlato

Imagem Destacada por Tommaso Starace

Comentários