logo

Telefone: (11) 3024-9500

Araruna (PB) abriga Parque da Pedra da Boca | Qual Viagem Logo

Pedra da Boca, em Araruna, PB, Parque estadual, Vista Panorâmica

Araruna (PB) abriga Parque da Pedra da Boca

11 de março de 2019

Situado no município paraibano de Araruna, o Parque Estadual da Pedra da Boca é uma reserva ecológica e ambiental que apresenta um dos mais importantes patrimônios geológicos do Nordeste brasileiro, possuindo área de cerca de 160 hectares, onde também se encontra a povoação rural de Água Fria.

O Parque da Pedra da Boca foi inaugurado no início do ano 2000 e está incrustado entre os contrafortes da Serra da Confusão e da Serra de Araruna, na divisa dos estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte, que embora separados pelo rio Calabouço, são intimamente ligados, onde os mesmos contemplam em conjunto as suas agradáveis paisagens, principalmente a famosa Pedra da Boca, que se destaca diante outros afloramentos rochosos.

Foto por iStock / Paul Ojuara

Foto por iStock / Paul Ojuara

Lendas e crenças contadas por “Seu Tico”

Merecem serem destacadas no parque as manifestações folclóricas e culturais que circundam o imaginário dos habitantes da região, onde lendas e crenças fazem parte de sua rotina e transformam em destaque a oralidade das pessoas do lugar que contam suas histórias. Grande exemplo é o do muito conhecido senhor Francisco Cardoso de Oliveira, popular “Seu Tico”, que é nativo do lugar e reside aos pés da Pedra da Boca, servindo muitas vezes de guia do parque para universitários e turistas, e conhecedor de trilhas e de lendas das quais transmite com muito gosto aos visitantes – a exemplo das lendas da Serra da Confusão, da “Espingarda de Ouro” e do “Galo Encantado”.

As atrações do parque atraem milhares de turistas todos os anos, os quais têm como opção as práticas de turismo das mais variadas modalidades, de acordo com os mais variados gostos, a exemplo de turismo de contemplação, ecológico, aventura e religioso. Além disso, o parque é campo de estudo acadêmico científico de geógrafos, historiadores e arqueólogos de todo o Brasil.

O parque, além de apresentar afloramentos rochosos magníficos como a Pedra da Boca, a Pedra da Caveira (Pedra do Anselmo), a Pedra do RN, a Pedra do Carneiro e a Pedra do Letreiro, para citar algumas, ainda apresenta um valiosíssimo acervo de inscrições rupestres, que são os vestígios dos passos dos indígenas que habitavam estas regiões serranas de Araruna e vizinhança potiguar, localizados na Pedra do Letreiro. Por ali também se encontra o Santuário de Nossa Senhora de Fátima, que atrai muitas pessoas para suas tradicionais missas a todo dia treze de cada mês e em especial no mês de maio, quando milhares de pessoas visitam o parque e nele vêm depositar sua fé.

Foto por reprodução via http://villasdaserra.com.br/

Foto por reprodução via http://villasdaserra.com.br/

Uma dica de hospedagem é a Pousada Villas da Serra, que fica do outro lado do parque, em solo potiguar. Mais informações em: villasdaserra.com.br

Texto por: Cláudio Lacerda Oliva

Foto destaque por: iStock / Paul Ojuara

Comentários