logo

Telefone: (11) 3024-9500

Cachoeiras são atrativos em Ubatuba, Litoral Norte de SP Logo

Foto por IStock/ Gustavo_Asciutti

Além das centenas de praias, cachoeiras são atrativos em Ubatuba

27 de fevereiro de 2020

Nem só de praias – as mais de cem delas – vive a riqueza natural de Ubatuba, no litoral norte de São Paulo. Com Mata Atlântica preservada e inúmeras trilhas de ecoturismo, o destino abriga, também, cachoeiras e quedas d’água que prometem refrescar do calorão e lavar a alma.

A cidade tem diversas opções. Seja para os mais aventureiros, que topam ficar horas em trilhas pela mata, ou para os menos bem condicionados, que apenas querem tomar um banho de água doce – e gelada – para relaxar.

A cachoeira do Prumirim, por exemplo é uma das mais visitadas da cidade e tem fácil aceso. Situada bem em frente à praia homônima, na região Norte de Ubatuba, a queda tem entrada pela Rodovia Rio-Santos, a cerca de 18 quilômetros do centro.

Foto por Istock/ trip_fotosurf Ubatuba

Foto por Istock/ trip_fotosurf

Depois de uma pequena trilha, chega-se à cachoeira que desce serra abaixo, formando três poços para banhos e hidromassagem natural.

Também na parte norte do litoral ubatubense, é possível encontrar três outras quedas que são imperdíveis. É o caso das cascatas da Laje e do Tombador, que formam a Trilha das Cachoeiras de Ubatumirim – roteiro indicado somente para visita guiada – e a da Escada, já quase na divisa com Paraty, a 47 quilômetros do centro da cidade, mais propicia para contemplação ou rapel do que banhos.

No sentido oposto, em direção a Taubaté, existem também boas opções de cachoeiras, como a do Ipiranguinha, com sete metros de queda d’água formando um poço cristalino e até uma prainha de água doce. Na trilha que leva até o atrativo, além de observar a natureza que o cerca, é possível explorar uma ruína do século 19. A queda fica no bairro de mesmo nome, a sete quilômetros da região central.

Já a cachoeira da Renata, no Sertão da Quina, em Maranduba, fica em uma área de proteção ambiental e tem o poço mais fundo da região, além de uma queda de cinco metros. Graças a sua estrutura, é ideal para saltos dos nadadores mais experientes.

Dessa mesma trilha saem, ainda, roteiros para desbravar outras duas cascatas, Poço Azul e Água Branca. Essa última, inclusive, é considerada a maior da cidade, com 200 metros.

Situada dentro do Parque Estadual da Serra do Mar, a exuberante queda d’água tem acesso restrito a visitantes acompanhados de guias ou monitores locais, portanto é ideal procurar uma agência para chegar até lá. Entre ida e volta, a trilha tem nove quilômetros e o percurso pode durar até nove horas.

Uma outra opção mais acessível é a Cachoeira do Pé da Serra, na rodovia Oswaldo Cruz, cerca de oito quilômetros do centrinho, que forma um tanque perfeito para banhos refrescantes.

Foto por Istock/ dririchetto Ubatuba

Foto por Istock/ dririchetto

Onde ficar

A cidade tem diversos opções de pousadas que são ideais para quem gosta de se aventurar na natureza com garantia de conforto. As melhores pousadas em Ubatuba estão espalhadas pelas praias, tanto do sul, quanto do norte, e oferecem acomodações próximas das cachoeiras e outros atrativos naturais. Ainda assim, quem não abre mão de agito noturno encontra as melhores pousadas no centrinho, onde se concentram restaurantes, bares, baladas, feirinhas e lojas de artesanato.

Texto por: Eliria Buso

Foto por IStock/ Gustavo_Asciutti

Comentários