logo

Telefone: (11) 3024-9500

A colonial e surpreendente Granada nicaraguense Logo

Foto por Istock/  AStargirl

A colonial e surpreendente Granada nicaraguense

14 de julho de 2016

Visitar  a cidade colonial de Granada é uma boa surpresa. Limpa, bem organizada, colorida e muito bonita, apresenta arquitetura de inspiração europeia razoavelmente preservada. Os edifícios recuperados mantêm a imponência e a elegância de outrora, as fachadas são ricamente trabalhadas e bem adornadas.

Foto por Istock/ charles taylor

Foto por Istock/ charles taylor

O campanário da igreja La Merced, em Granada oferece vista privilegiada de grande parte do centro histórico. A Praça Central, tem a forma de um retângulo ajardinado onde se situa a catedral da cidade pintada de amarelo resplandecente que reluz ainda mais ao entardecer e na saída do pôr-do-sol.

É daí que começa a La Calzada, uma ruela que sai do parque central em direção às margens do grande e imponente lago Cocibolca, um passeio de aproximadamente um quilometro e meio que leva os visitantes até a um  ferryboat que parte com destino à ilha de Ometepe. Vale a pena visita la, mas as saidas acontecem apenas duas vezes por semana.

Foto por Istock/ Simon Dannhauer

Foto por Istock/ Simon Dannhauer

Há ainda a igreja de Xalteva, o convento e a igreja de São Francisco e muitos outros locais da arquitetura religiosa colonial a que merecem uma visita. Granada é muito mais bonita e bem cuidada que a capital Managuá e oferece um clima deliciosamente agradável e uma população atenciosa e bastante acolhedora.

Como chegar

Existem voos saindo do Brasil até Manágua pela Copa Airlines via Cidade do Panamá e pela Avianca via Lima ou Bogotá. De lá até Granada, é indicado pegar um transfer em um trajeto de cerca de duas horas.

Onde ficar

Los Patios Hotel

Hotel con Corazon

Hotel Plaza Colon

Texto por: Cláudio Lacerda Oliva

Foto destaque por Istock/  AStargirl

Comentários