logo

Telefone: (11) 3024-9500

Brotas lança três roteiros de turismo rural | Qual Viagem Logo

roteiro-rural

Brotas lança três roteiros de turismo rural

22 de agosto de 2019

Brotas, apesar de ser a capital do turismo de aventura e polo de ecoturismo, é uma típica cidade do interior. Com 25 mil habitantes e 180 anos de história, a cultura da roça, herança da fase áurea do café, produto responsável pela primeira fase de crescimento econômico do município, permanece viva. Por isso, é também destino de turismo rural. Há tempos várias fazendas e sítios abrem suas porteiras aos turistas, que podem passear de charrete, cavalgar, acompanhar a ordenha das vacas, colher fruta no pé, entre outras tarefas rurais. Mas, agora, unidos, a exemplo de destinos famosos, como Gramado, os produtores rurais estão investindo nesta modalidade de turismo com a criação de três roteiros bem estruturados e, inclusive, com transporte para os turistas fazerem o circuito e monitor para fornecer as explicações. 

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

Cada um dos três roteiros – “Do Moinho ao Mel”, “Caminho da Serra” e “Rota das Raízes” – dura um dia, visita três propriedades e inclui café da manhã, almoço e café da tarde com itens da típica culinária da roça. Ou seja, o turista escolhe o roteiro que mais lhe agrada, compra o tíquete rural e tem um dia inteiro de vivência rural com informações detalhadas das atividades que vai acompanhar em cada lugar visitado, como produção de fubá, café, mel, doces, e ainda a possibilidade de comprar, para levar para casa, produtos artesanais. Algumas propriedades oferecem a possibilidade de fazer “colhe e pague” e pesca.

No final da tarde, desembarca no centro de Brotas, com toda comodidade. “Muitos dos turistas que vêm para Brotas, que moram em grandes centros urbanos, têm origem rural. Para essas pessoas, o turismo rural é um resgate, uma volta ao passado. E outras, apesar de não terem essas raízes, querem conhecer como é se torra café, como se faz doce de goiaba, como é o mamoeiro carregado de frutas ou experimentar a comida feita no fogão a lenha. Por isso acreditamos que há um público grande para essa modalidade de turismo aqui em Brotas”, explica João Roberto Farsoni, presidente da Associação dos Produtores Agroindustriais de Brotas (Apagib).  

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

A expectativa é que o público do turismo rural em Brotas seja formado, principalmente, por famílias e integrantes da terceira idade. Farsoni conta que a Apagib, fundada em 2003, há tempos sentia a necessidade de profissionalizar o turismo rural de Brotas. Então, em 2018, associados à entidade fizeram um curso de turismo rural no Senac de Jaú e, ao final, montaram os roteiros rurais. “Além de exemplos de outros destinos turísticos que exploram muito bem o turismo rural, o curso do Senac foi importante para elaborarmos roteiros bem estruturados, já que tivemos suporte técnico”, acrescenta. 

O secretário de Agricultura de Brotas, o agrônomo Luiz Fernando Braz da Silva, é entusiasta da iniciativa. Ele, que em função do cargo público é responsável por fazer a ponte entre a associação e a Prefeitura de Brotas visando alavancar os roteiros rurais, acredita que a modalidade vai agradar os turistas e contribuir para o desenvolvimento sustentável de muitos produtores rurais. “O turismo rural, além de possibilitar ao produtor vender diretamente ao turista, valoriza o trabalho que ele realiza no campo e isso é um incentivo importante”, comenta.

Transporte incluso

Como a Apagib detectou que vários produtores querem o turismo rural, mas precisam estar preparados para recepcionar os visitantes que, por sua vez, podem ter certa dificuldade de encontrar o sítio ou a fazenda, a entidade decidiu firmar parceria com uma empresa especializada em receptivo para fazer o transporte dos turistas. “Estamos preparados para operar os três roteiros de quarta-feira a domingo. Basta o turista comprar o tíquete rural. Nos roteiros estão incluídos os serviços de transporte, taxas de visitação, alimentação, seguro e monitor acompanhante. Como o transfer é feito em van, as saídas são viáveis com grupo de dez pessoas por veículo. Mas se é um turista individual, casal ou família pequena, anotamos o interesse em uma lista e, fechando o grupo de dez, saímos para aquele roteiro”, detalha Débora Bressan, proprietária da Nova Turismo Receptivo.

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

O secretário de Turismo de Brotas, Fabio Pontes, afirma que a estruturação do turismo rural tratado como um produto turístico acrescenta ao portfólio de atividades do município. “O turista que costuma dedicar um dia para atividades de aventura e outro dia para ecoturismo, agora tem toda a facilidade para ficar mais tempo em Brotas e num terceiro dia fazer turismo rural”, frisa. Ele lembra que Brotas, por sua história e cultura, tem o turismo rural já na sua vocação. “É algo natural, tanto que há anos temos fazendas e sítios que desenvolvem essa modalidade de turismo.  Brotas é destino de aventura e ecoturismo, mas também de turismo rural e para conhecer um pouco mais da cultura da roça. Temos, inclusive, o Museu do Caipira, que reúne objetos que lembram os costumes da roça. O turismo rural é um resgate das origens do município de Brotas que vai ampliar o portfólio do destino turístico que está consolidado e cresce ano a ano”, completa.

Serviço

Mais Informações:  https://www.facebook.com/Entre-Serras-e-Vales-Turismo-Rural-855099988207348 ou na Nova Turismo Receptivo pelo (14) 99804-4979.

Texto por Agência com edição de Carolina Berlato

Imagem Destacada via Divulgação

Comentários