logo

Telefone: (11) 3024-9500

Conheça as cinco regiões da Noruega e toda a diversidade que elas têm a oferecer | Qual Viagem Logo

Beautiful Nature Norway natural landscape aerial photography.

Conheça as cinco regiões da Noruega e toda a diversidade que elas têm a oferecer

18 de julho de 2018

A Noruega possui uma diversidade de destinos, todos combinados em um só. Isso porque, em sua grande extensão, o país possui diferentes cenários, climas e atrações. Antes de planejar uma viagem, é importante conhecer o que cada região tem para oferecer. Confira:

Região Sul

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

A parte mais meridional da Noruega é o destino número um de verão entre os noruegueses há décadas, mas permaneceu um tesouro desconhecido por visitantes estrangeiros por muito tempo. A região tem o clima mais quente de todo o país e é ideal para caminhadas nas montanhas, esqui, pesca, visitas a museus e eventos. A região Sul da Noruega é também conhecida pelo litoral exuberante com oportunidades para passeios de barco e nado. A cidade de Kristiansand é tida como a capital do Sul  e pode ser o ponto de partida ideal para explorar a região.

Região Leste

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

É na região leste que está localizada a porta de entrada do país, a capital Oslo, famosa por suas montanhas e resorts de esqui. Chegar por Oslo é a maneira mais fácil de começar sua viagem. A capital é a maior cidade do país e surpreende os visitantes com a arquitetura arrojada e grande quantidade de atrações culturais e turísticas. Entre os passeios imperdíveis estão o parque de esculturas Vigeland; a Opera House; o Museu do Navio Viking; a Galeria Nacional, onde está exposta a obra de arte “O Grito”, de Edvard Munch; a Holmenkollen, uma das maiores pistas de salto livre de esqui do mundo; e o Palácio Real.

Região dos Fiordes 

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

Palavras não bastam para descrever a beleza dos fiordes noruegueses. O país tem a maior concentração dessas formações no mundo. Esculpidos quando as geleiras recuaram durante as eras glaciais e a água do mar inundou os vales em forma de U, os fiordes tornaram a Noruega mundialmente conhecida. O Fiorde de Geiranger e o Fiorde de Nærøy estão na lista de Patrimônios da Humanidade da UNESCO. Outros que também se destacam são Fiorde de Lyse, Fiorde de Nord , Fiorde de Sogn  e Fiorde de Hardanger. Nessas paisagens que parecem surreais, ganham destaque as altíssimas cachoeiras, os picos de montanhas e as águas cristalinas. Há fiordes em toda a costa da Noruega, mas nesta região a estrutura turística é mais desenvolvida para o turismo internacional. O grande trunfo de visitar os fiordes noruegueses em detrimento de outros espalhados pelo mundo é a acessibilidade, já que é possível transitar de um para o outro de barco (ferry boats), ônibus ou carro, e vivenciar inúmeras possibilidades de roteiros.

Região Central

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

Trondelag é a estreita área central da Noruega. Uma região rica em história e patrimônios culturais, rios cheios de salmão e povo receptivo. As paisagens naturais são diversificadas, incluindo cordilheiras rochosas, florestas ao longo da fronteira com a Suécia e uma grande área de montanhas ao sul. Uma das cidades mais visitadas da região é Trondheim, conhecida por sediar festivais culturais ao longo do ano. Na região, há várias pequenas cidades e vilarejos como Røros, considerada um exemplo de sustentabilidade, com sua região central tombada como Patrimônio da Humanidade pela Unesco, e que também serviu como local de inspiração para a animação Frozen, da Disney.

Região Norte

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

Na Noruega, há cidades e vilarejos localizados bem ao norte do país. É também nessa região que se encontra a vida selvagem nórdica mais extrema. Dos picos escarpados das Ilhas Lofoten ao grande planalto de Finnmarksvidda, os dias de verão são mais longos sob o sol da meia-noite e as noites de inverno são iluminadas pelas tempestades solares da aurora boreal. Há diversos passeios para explorar o território, como ir ao Cabo Norte, local situado no extremo norte, onde as águas do Oceano Atlântico se encontram com as do Oceano Ártico. É possível também se hospedar em hotéis iglu e visitar museus, caminhar pelas Ilhas Lofoten, passear de trenó, fazer safári para avistar baleias-orca ou navegar por pelo arquipélago de Svalbard para um safári a bordo de uma moto de neve e admirar a vida animal única da natureza ártica.

Texto por Agência com edição de Carolina Berlato

Imagem Destacada via iStock/ cookelma

Comentários