logo

Telefone: (11) 3024-9500

6 atividades de ecoturismo para fazer em Ilhabela | Qual Viagem Logo

mirante-do-bonete-paulo-stefani-sectur-ilhabela-1

6 atividades de ecoturismo para fazer em Ilhabela

21 de outubro de 2021

Com 85% de área preservada por um Parque Estadual, Ilhabela é um importante reduto de ecoturismo. O arquipélago, além de suas mais de 40 praias cercadas por Mata Atlântica preservada, conta com trilhas, cachoeiras, montanhas e mangue que abrigam diversos atrativos ideais para se manter em contato com a natureza.

Além disso, o Parque Estadual de Ilhabela é considerado Núcleo da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica pela UNESCO e Área Importante para a Conservação das Aves, pela Birdlife International. O destino é morada de centenas de espécies de pássaros que podem render um bom roteiro de observação. Assim como a baleia-jubarte, que pode ser avistada principalmente entre maio e agosto nas águas da ilha.

A seguir, listamos seis atrações imperdíveis para quem quer descobrir a exuberante natureza de Ilhabela. Confira:

Trilhas para as cachoeiras

Cachoeira da Laje - Lailson Santos - Sectur Ilhabela

Cachoeira da Laje. Crédito: Lailson Santos – Sectur Ilhabela

Ilhabela conta com 360 cachoeiras catalogadas, quase uma para cada dia do ano! Não à toa, é considerada a ilha com maior número de quedas d’água do país. Para visitação, cerca de 40 estão disponíveis, tais como: a da Friagem, com 25 metros de altura e uma ducha natural para banho, o conjunto dos Três Tombos, formado por uma queda de aproximadamente 20 metros de altura, piscina natural e outras duas quedas menores, e a da Laje, que fica dentro da fazenda de mesmo nome e dispõe de um tobogã natural.

Birdwatching

Aurelio Rufo-Sectur Ilhabela

Crédito: Aurelio Rufo-Sectur Ilhabela

Graças às suas características de relevo e ecossistema, com picos que passam de 1300 metros de altura, uma área de mangue e 165 quilômetros de faixa costeira, Ilhabela é um reduto para mais de 390 espécies de aves que podem ser avistadas em um roteiro de birdwatching. Os passeios guiados oferecem a oportunidade de observar espécies como o Papagaio-moleiro, eleito a ave símbolo da cidade, além do Tiê-sangue (foto) e do Tangará.

Trilha do Pico do Baepi

Crédito: Aurélio Rufo / Sectur Ilhabela

Crédito: Aurélio Rufo / Sectur Ilhabela

Com nível de dificuldade difícil, obrigatoriedade de guia e percurso de 7,4 km – entre ida e volta -, a Trilha do Pico do Baepi é uma boa opção de atrativo para explorar as belezas do Parque Estadual de Ilhabela. A rota é uma das mais procuradas por ecoturistas e possui atrações como um mirante com vista panorâmica do Canal de São Sebastião, de onde se avista o Parque Estadual da Serra do Mar, as cidades de Ilhabela, São Sebastião e Caraguatatuba, além de ilhas como as do Arquipélago dos Alcatrazes. Além, é claro, do pico que lhe dá o nome, com 1.048 metros de altitude.

Mergulho

Crédito: Thiago Guirado / Sectur Ilhabela

Crédito: Thiago Guirado / Sectur Ilhabela

Point de mergulho reconhecido internacionalmente, Ilhabela tem um mar de águas cristalinas que é repleto de vida e conta com dezenas de naufrágios ideais para explorar durante um mergulho. A Ilha das Cabras, a Praia do Portinho e a Praia de Inadaiaúba são exemplos de locais para a prática desta atividade.

Fazenda Engenho d’Água

Crédito: Luis Daniel / Sectur Ilhabela

Crédito: Luis Daniel / Sectur Ilhabela

Abrigando hoje o Parque Municipal Fazenda Engenho d’Água, a antiga fazenda foi construída em meados do século 17, importante período para a produção açucareira no litoral. Tombado pelo Condephaat, o local apresenta edificações que eram utilizadas como residência e trabalho, como a casa sede, feita em alvenaria de pedra e cal e pau-a-pique, uma roda d’água e um engenho de cana de açúcar. Considerado um marco histórico da cidade, o espaço tem mais de 43,5 mil metros quadrados de área. A Fazenda foi aberta em setembro para a visitação, com grande sucesso de público.

Avistamento de baleias e golfinhos

Crédito: @Projetobaleiaavista Julio Cardoso

Crédito: @Projetobaleiaavista Julio Cardoso

Ilhabela abriga 11 espécies de cetáceos, e graças a essa biodiversidade, é um dos principais destinos de observação de baleias e golfinhos do país. Suas ilhas, ilhotes e parcéis recebem, principalmente, a baleia-jubarte (foto), famosa por seus saltos e cantos. Essa espécie costuma passar pela região entre maio e agosto, a caminho do sul da Bahia para seu período de reprodução.

Embora o avistamento das jubartes seja sazonal, há espécies de baleias e golfinhos que são praticamente consideradas moradas locais, como é o caso da baleia-tropical, da toninha e o do golfinho-pintado-do-atlântico. Existem agências de receptivo locais que ofertam passeios para observação da fauna marinha.

ilhabela-logo

Texto por: Eliria Buso

Foto destaque: Mirante do Bonete. Crédito: Paulo Stefani – Sectur Ilhabela

Comentários