logo

Telefone: (11) 3024-9500

5 lugares para mergulhar no Brasil | Qual Viagem Logo

800px-Mergulho_em_Fernando_de_Noronha,_Pernambuco,_Brasil Tadeu Pereira via Commons Wikimedia

5 lugares para mergulhar no Brasil

12 de janeiro de 2016

Profissional ou amador, para experientes ou iniciantes, o Brasil é um dos melhores países para se mergulhar. São mais de 7 mil km de orla no litoral brasileiro para aprimorar a prática. Os viajantes do Dubbi, plataforma colaborativa de dicas de viagens, indicam quais os melhores lugares no país. Prepare o kit de mergulho e boa viagem!

Bombinhas (SC)

Foto Divulgação

Foto Divulgação

Localizada no litoral norte catarinense, trata-se de um pequeno município de pouco mais de 15 mil habitantes que é considerado um paraíso ecológico, banhado por águas cristalinas. São cerca de 40 praias, uma diferente da outra: baías com águas calmas, praias com mar agitado, e outras desertas.

Nessa diversidade toda, encontrar lugares para mergulhar não é difícil, tanto que Bombinhas é considerada “capital do mergulho ecológico”. A Reserva Biológica Marinha do Arvoredo, a apenas 3 km da cidade, concentra boa parte deles, como as ilhas de Galés, Deserta, Calhau de São Pedro e do Arvoredo. As praias de Mariscal, Canto Grande, Tainha e Quatro Ilhas também apresentam ótima visibilidade, graças às suas águas cristalinas.

Porto de Galinhas (PE)

Foto via Shutterstock

Foto via Shutterstock

Estamos falando de uma praia que já cansou de ganhar prêmios como “a mais bonita do Brasil”. Está localizada no município pernambucano de Ipojuca. Tem passeios de bugues, de jangadas, dá até para ver cavalos-marinho no projeto Hippocampus. Mas vamos falar de mergulhos.

A praia principal da cidade, a Praia de Porto de Galinhas, é um ótimo local para a prática. Mas o legal mesmo são os mergulhos em naufrágios de grandes barcos. Bolo, Boca da Barra, Poço da Paixão e Tacaiba são os lugares possíveis de encontrar restos de embarcações. Lembre-se: contrate sempre agências certificação da Scuba School International (SSI).

Fernando de Noronha (PE)

Foto via Shutterstock

Foto via Shutterstock

Considerado um dos melhores lugares do mundo para a prática de mergulho, por causa da visibilidade dentro de suas águas, que atinge até 50 metros. A diversidade de pontos de mergulho também impressiona, com diferentes profundidades e para amadores, intermediários e profissionais. Locais como Pedra da Sapata, Ilha do Meio, Laje Dois Irmãos, Cabeça das Cordas, dentre outros.

O arquipélago de Fernando de Noronha está no meio do oceano, por isso, diferente de praias costeiras, recebe um número ainda maior de passagem de animais migratórios, como baleias e tubarões. Pela diversidade de peixes do local, que servem de alimento, não é preciso se preocupar com a presença dos mamíferos. O caso registrado no final de dezembro foi o primeiro e é um episódio isolado. Mesmo assim, é aconselhável que o mergulho seja realizado em maré alta e com acompanhamento de um condutor credenciado pelo ICMBio.

Bonito (MS)

Foto por Luzia Loren

Foto por Luzia Loren

A cidade de Bonito, no Mato Grosso do Sul, é conhecida por seu turismo ecológico. Buraco das Araras, onde é possível ver diversas espécies de aves, e a Boca da Onça, com riachos e cachoeiras estoantes, são alguns dos lugares para se visitar por lá.

Para mergulho, existem ótimas opções. Uma das mais procuradas é a flutuação no Rio da Prato. Antes, uma caminhada pela mata ciliar do Rio da Prata a biodiversidade local. Quando chegar ao local, o guia faz um treinamento para usar a máscara e o snorkel.

Embaixo d´água, será possível ver cardumes de piraputangas, dourados, curimbatás, piaus, matogrossinhos, dentre outros. Se puder, viaje de dezembro a março pois é a época das chuvas, com isso a vegetação está mais verde, o nível dos rios está maior e as cachoeiras estão mais intensas.

Arraial do Cabo (RJ)

Foto via Shutterstock

Foto via Shutterstock

A 140 km da capital, Rio de Janeiro, na Região dos Lagos, Arraial do Cabo ganhou um apelido que indica a beleza e qualidade de suas águas: “Caribe Brasileira”. São aproximadamente 30 pontos de mergulho na cidade, com águas transparentes e dezenas de corais, tartarugas marinhas, estrelas do mar, peixes coloridos, arraias pintadas, dentre outros.

Não sabe nada de mergulho, mas tem curiosidade em aprender? Arraial do Cabo é o lugar certo para isso, pois praticamente todas as agências e escolas oferecem o chamado “mergulho de batismo”, em que instrutores acompanham o principiante embaixo d’água. Custam em média R$ 200.  

Para mais dicas de viagem, veja aqui.

Texto por: Dubbi – dubbi.com.br

Foto destaque por Tadeu Pereira via Commons Wikimedia

Comentários