logo

Telefone: (11) 3024-9500

5 destinos alternativos para conhecer em 2018 | Qual Viagem Logo

Tourist walking on the scenic dunes of Sossusvlei, Namib desert, Namib Naukluft National Park, Namibia. Afternoon light. Adventure and exploration in Africa.

5 destinos alternativos para conhecer em 2018

10 de abril de 2018

Visitar destinos mais tradicionais ou que estão em alta nem sempre é a melhor escolha. Além do elevado fluxo de turistas e a briga por espaço para tirar fotos nos pontos mais visitados, é muito provável que passagens e hospedagem estejam mais caras, devido à alta procura. Locais não tão conhecidos proporcionam viagens quase exclusivas e, muitas vezes, mais econômicas. Pensando nisso, o MelhorCâmbio.com, site que ajuda os viajantes a encontrarem o melhor preço de moedas estrangeiras, selecionou cinco dessas localidades especiais para visitar em 2018, enquanto ainda não são tão populares:

Namíbia

Foto por iStock / delforob

Foto por iStock / delforob

Variedade cultural e étnica, paisagens rústicas e vida selvagem descrevem um pouco a Namíbia, país africano que já pertenceu à África do Sul. Além dos ótimos safáris, onde é possível ver bem de perto antílopes, elefantes, zebras, entre outros animais, o local encanta com atrações como o segundo maior cânion do mundo, o Fish River, que perde apenas para o Grand Canyon (Estados Unidos), e as dunas de Sosussvlei, que chegam a impressionantes 400 metros de altura. É uma viagem que vale a pena para quem gosta da beleza intacta da natureza e a calma dos animais em seus habitats naturais.

Coreia do Sul

Foto por iStock / Vincent_St_Thomas

Foto por iStock / Vincent_St_Thomas

A cultura confucionista chinesa e a arquitetura futurista das grandes cidades japonesas se misturam na Coreia do Sul, um destino surpreendente para quem quer conhecer a Ásia. A metade sul da península coreana – globalizada e democrática, ao contrário da vizinha Coreia do Norte – pode ser uma boa alternativa, com atrações em Seul, que mescla tradição com modernidade; regiões históricas, como a cidade-museu Gyeongju; paisagens naturais, como a cratera vulcânica Seongsan Sunrise Peak, formada há cinco mil anos; e até o clima litorâneo de Yeosu e Busan. A culinária na capital, apesar de baseada em arroz, frango e peixe – e muita pimenta –, oferece diversidade de opções, como buffets “coma-tudo-o-que-puder”, barracas de rua com snacks típicos, como o mandu (semelhante ao gyoza japonês) e o odeng (massa de peixe cozida em molho apimentado), além de fast-foods.

Filipinas

Foto por iStock / rmnunes

Foto por iStock / rmnunes

Formada por sete mil ilhas, as Filipinas têm praias de areia branca, águas cristalinas, vida selvagem em meio a formações rochosas únicas e atividade vulcânica que fazem qualquer um ficar de boca aberta. Cada ilha desse país do Sudeste Asiático tem suas peculiaridades, o que permite a formação de vários roteiros. Entre os locais mais visitados estão a capital Manila, de colonização espanhola e bastante cosmopolita; Palawan, ilha silvestre que é cartão de visita do país; Cebu, repleta de cachoeiras; e Boracay, destino para quem gosta de um bom ritmo de happy hour e festa.

Colômbia

Foto por iStock / DC_Colombia

Foto por iStock / DC_Colombia

Viajar pelos países vizinhos do Brasil é uma experiência tão enriquecedora quanto conhecer o outro lado do mundo. Quem deseja se aventurar em um território “hermano” menos explorado pode considerar a Colômbia. Localizada no noroeste do continente, o país já foi muito referenciado pelo viés dos problemas sociais ou da expansão do narcotráfico, mas tem muito a oferecer. Para além das cidades grandes e mais visadas, como Bogotá e Medellín, há montanhas, praias, florestas e os pequenos pueblos a serem visitados. Entre os destinos mais interessantes estão o Parque Tayrona, no caribe colombiano, que oferece águas cristalinas e areia branca; a Ciudad Perdida, espécie de Machu Picchu que pertenceu a uma antiga civilização e oferece trekking; e El Santuario de Nuestra Señora del Rosario de las Lajas, uma majestosa catedral de estilo gótico, escondida no sudoeste do país.

Ilhas Faroé

Foto por iStock / miroslav_1

Foto por iStock / miroslav_1

As casinhas com telhados cobertos de grama que ajudam a esquentar os lares nas Ilhas Faroé compõem um cenário típico de filme, que ainda conta com falésias cortadas por cachoeiras, lagos, trilhas e mirantes. O arquipélago de oito ilhas, pertencente à Dinamarca e localizado entre a Islândia e a Noruega, oferece uma rica vida selvagem a ser explorada, com roteiros de hiking para desbravar as quase 350 montanhas.

Texto por: Agência com edição de Patrícia Chemin

Foto destaque por: iStock / fabio lamanna

Comentários