logo

Telefone: (11) 3024-9500

3 hotéis de luxo em centros históricos no Rio de Janeiro | Qual Viagem Logo

Foto Divulgação

3 hotéis de luxo em centros históricos no Rio de Janeiro

10 de março de 2017

Nem só de sol e praia vive o Rio de Janeiro. Nos diversos cantos do estado estão charmosos centros históricos que reúnem lembranças de tempos em que índios, portugueses e escravos desenharam as primeiras cidades do país. Passar alguns dias nesses lugares é ter a oportunidade de voltar em uma época de ritmo mais lento e ainda descobrir curiosidades da história do Brasil.

Veja três hotéis incríveis em Paraty, Cabo Frio e Petrópolis que convidam você para um retorno no tempo:

CABO FRIO, bairro da Passagem

Foto Divulgação

Foto Divulgação

Hotel Solar do Arco

Poucas pessoas sabem, mas Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, é a 7a cidade mais antiga do país, fundada oficialmente em 1615. Lembranças do Brasil-colônia ainda guardam marcas por lá, especialmente no charmoso bairro da Passagem, um recanto da cidade onde o tempo parece ter parado. Ocupado no século XII por portugueses e escravos, o bairro preserva as características arquitetônicas e culturais da época, com casinhas coloniais tombadas, muitas delas com telhas originais feitas nas coxas dos escravos. Na pracinha ainda está de pé a igreja de São Benedito, construída exclusivamente para os negros, em 1701.

Em um casarão imponente, erguido na década de 1950 para receber a família real, após o casamento de Dom João Maria de Orleans e Bragança com a princesa egípcia Fátima, está localizado o Hotel Solar do Arco. Ali, o hóspede tem a oportunidade de também voltar no tempo. A restauração cuidadosa preservou a arquitetura e as cores originais e trouxe conforto e charme às instalações. O casarão de influência moura, todo branco e azul royal, com arcos, azulejos, fontes e jardim interno, ganhou paisagismo contemporâneo e serviços especiais para os hóspedes mais exigentes, incluindo sala de terapias corporais e um restaurante comandado pelo chef belga Bertrand Materne. Quem se hospeda na Suíte Master tem ainda à disposição para relaxar um delicioso solarium privativo com vista para o Canal do Itajuru.

O casarão do Hotel Solar do Arco, na época da família imperial, ficou conhecido como a Casa da Princesa. Sua construção fechou a importante passagem que levava pescadores e suas mercadorias do Canal do Itajuru a outros pontos da cidade. Parte da casa precisou ser reconstruída pela família para reabrir a estreita passagem, que ganhou o nome de Beco do Príncipe. Ali, um charmoso arco adorna a rua, que hoje virou ponto turístico, e separa os dois casarões do hotel.

 

Informações: solardoarco.com.br

 

PARATY, Centro Histórico

Foto: Selmy Yassuda

Foto: Selmy Yassuda

Pousada Literária

Paraty, na Costa Verde fluminense, tem um dos mais incríveis e bem preservados centros históricos do Brasil, tombado pelo Instituto do Patrimônio Artístico Nacional. Casarões e igrejas dos séculos 18 e 19 e o calçamento pé de moleque mantêm o charme único e atraem milhares de turistas por ano à cidade. A maçonaria também deixou seus registros nas fachadas das casas e ajuda a contar a história desta pequena cidade, que era habitada por índios Guaianás e, com o ciclo do ouro, viu seu povo e seu espaço se transformarem.

Na principal rua do centro histórico, a Rua do Comércio, em um simpático casarão colonial, foi instalada a Pousada Literária, uma perfeita opção de hospedagem para mergulhar na tranquilidade de Paraty. Inspirada pela mais charmosa festa literária brasileira, a FLIP, a Pousada se destaca pelo luxo descontraído e pela valorização do que é nacional, de artistas, artesãos e escritores à culinária do restaurante Quintal das Letras. Com projeto assinado pelo escritório Jacobsen Arquitetura e consultoria da Casa Azul, a temática literária se espalha pelos ambientes. Além de uma biblioteca com títulos escolhidos pelo ex-curador da FLIP, o jornalista Miguel Conde, todos os quartos têm um cantinho especial, com poltronas e sofás confortáveis e uma pequena seleção de livros à disposição.

A Pousada está a apenas duas quadras da igreja Santa Rita de Cássia, cartão postal da cidade, e pertinho de todas as lojas, restaurantes e atrativos culturais. Para quem quer fugir um pouquinho do Centro, a Pousada Literária sugere diversos passeios, incluindo observação de aves na Fazenda Bananal e almoço a bordo da escuna Maria Panela, ancorada no deslumbrante Saco do Mamanguá.

 

Informações: pousadaliteraria.com.br 

 

PETRÓPOLIS, Cidade Imperial

Foto Divulgação

Foto Divulgação

Hotel Solar do Império

Petrópolis cresceu muito nos últimos anos, mas ainda tem muita história para contar. A Cidade Imperial guarda alguns dos mais importantes atrativos da época em que se tornava capital do Império do Brasil durante os verões, quando o Rio de Janeiro ficava quente demais para o imperador. O Museu Imperial, a Casa de Santos Dumont, a Catedral de Petrópolis, o Palácio Quitandinha, a Casa da Princesa Isabel, o Palácio Rio Negro e tantos outros casarões contam histórias de uma época de luxo e riqueza. Um passeio por Petrópolis é uma verdadeira volta no tempo.

Para se sentir ainda mais inspirado pela história, nada melhor do que se hospedar no Hotel Solar do Império. Ocupando dois casarões tombados na mais linda avenida da cidade, a Av. Koeller, o Hotel Solar do Império é referencia de luxo, conforto e um retorno no tempo na região. O projeto do arquiteto Gustavo Cotrim preserva o conceito dos elementos de época. Cada uma das 24 suítes possui o nome de um personagem da história do Brasil e é decorado com um quadro que descreve a história desta personagem. No SPA do Solar, um cardápio com deliciosas massagens e terapias está à disposição. No já consagrado restaurante Imperatriz Leopoldina, considerado um dos melhores da Serra Fluminense, quem assina o menu é o chef belga Bertrand Materne. As paredes com pinturas da artista Dominique Jardy dão um charme especial ao restaurante.

Informações: solardoimperio.com.br

Texto por: Agência com edição Eliria Buso

Foto destaque: Divulgação

Comentários