logo

Telefone: (11) 3024-9500

10 lugares para ver o céu como você nunca viu | Qual Viagem Logo

iStock_000079101977_Small

10 lugares para ver o céu como você nunca viu

5 de fevereiro de 2016

Apaixonados por estrelas e paisagens naturais? Então, prepare-se para cair de amores por estes lugares, que são verdadeiras inspirações para você viajar agora mesmo. Com baixa nebulosidade e nenhuma poluição luminosa, os destinos que vamos comentar hoje são fascinantes aos olhos de quem ama o céu. Durante o dia, o céu límpido acompanha os viajantes, enquanto à noite, as constelações parecem sorrir a cada um dos sortudos que têm a chance de conhecer estes lugares. Muitos destes locais ganharam pontos de observação astronômica, graças ainda à altitude onde estão fixados.

E, com todas essas características, acabaram sendo descobertos por apaixonados por astronomia, profissionais ou não, de todas as partes do mundo. Quer fazer parte deste grupo? Veja as fotos, corra atrás das suas passagens aéreas e da hospedagem e conte os dias para alguns dos melhores dias da sua vida!

1. Deserto do Atacama – Chile

Foto via Skyscanner

Foto via Skyscanner

Entre as Cordilheiras dos Andes e a Cordilheira Domeyko, o Deserto do Atacama é destino obrigatório de quem viaja em busca de aventura e contato intenso com a natureza. Ele tem todas as características necessárias para ser um ótimo ponto de observação estrelar e, por isso, ganhou vários observatórios. O sucesso é tanto, que a região conta com um hotel astronômico, o famoso Elqui Domos, onde é possível admirar a beleza do céu, sem sair do quarto.

Passagens aéreas para o Chile

2. Neon Canyon – Utah – Estados Unidos

Foto via Skyscanner

Foto via Skyscanner

Utah é um dos estados norte-americanos que abriga diversas áreas abençoadas pela boa visibilidade astronômica, assim como o Havaí, o Arizona e o Novo México. Ali, é possível encontrar diversos campings onde os visitantes passam a noite apenas para observar as estrelas.

O Neon Canyon, porém, se destaca como o melhor destino para esta finalidade. Localizado dentro do deserto Grand Staircase Escalante, faz parte da rota de aventureiros que querem descobrir o que há de mais mágico no território estadunidense.

Passagens aéreas para os Estados Unidos

3. Vulcão Mauna Kea – Havaí

Foto via Skyscanner

Foto via Skyscanner

No topo do vulcão Mauna Kea, foi instalado o Observatório W. M. Keck, onde acontecem visitas apenas durante o dia. Os visitantes, porém, podem contratar passeios guiados para subir até o vulcão e, lá do alto, observar o pôr-do-sol ou o amanhecer, conferindo ainda o espetáculo que é o seu céu durante a noite e a madrugada. Um bom endereço na web para verificar as informações sobre os passeios é o site Mauna Kea Summit Adventures.

4. Aoraki Mackenzie – Nova Zelândia

Foto via Skyscanner

Foto via Skyscanner

A maior montanha da Nova Zelândia é um lugar mais que perfeito para admirar as estrelas. O local abriga a primeira Dark Sky Reserve (entidade responsável por avaliar as condições necessárias para observações astronômicas) do Hemisfério Sul e atrai viajantes interessados na ótima visibilidade que proporciona em dias de céu limpo. Para fazer o passeio, a dica é contratar os serviços do pessoal da Earth & Sky.

Passagens para Nova Zelândia

5. Parque Nacional Kruger – África do Sul

Foto via Skyscanner

Foto via Skyscanner

Segundo o Visit Africa, o Parque Nacional Kruger é o maior parque de vida livre selvagem da África do Sul. E os números comprovam este fato: cerca de 20 mil km² de reserva ambiental são protegidos pelo parque, que é dono de paisagens deslumbrantes, além de ser ponto de encontro para os apaixonados pelo céu, tanto de dia, quanto de noite. No site SANParks, você descobre todas as atividades permitidas dentro desta área de proteção ambiental.

Passagens para África do Sul

6. Reserva Natural NamibRand – Namíbia

Foto via Skyscanner

Foto via Skyscanner

O segundo Dark Sky Reserve localizado no hemisfério sul foi instalado na Reserva Natural NamibRand, graças às condições perfeitas que o local oferece para observar o céu: baixa nebulosidade, pouca poluição luminosa e tempo seco. Dentro da reserva, ficam alguns hotéis de luxo, como o Sossusvley Desert Lodge, que está sempre à disposição dos viajantes que podem pagar por uma experiência ainda mais completa.

Passagens aéreas para Namíbia

7. Kiruna – Suécia

Foto via Skyscanner

Foto via Skyscanner

Kiruna é uma cidade sueca, localizada ao norte do país e muito procurada por quem quer ver a Aurora Boreal. O espetáculo pode ser admirado nos meses que vão de setembro a março, mas em outras épocas do ano, seu céu continua lindo, graças à pouca poluição luminosa existente na região.

Passagens aéreas para Suécia

8. Crimeia

Foto via Skyscanner

Foto via Skyscanner

A península de Crimeia é uma república que territorialmente pertence à Ucrânia, mas que é politicamente controlada pela Rússia. É um lugar famoso pela beleza de seu litoral e, aos poucos, é descoberto pelos apaixonados por astronomia, tanto pela presença de um observatório astrofísico, quanto pelas condições perfeitas que permitem a contemplação das estrelas e diferentes constelações.

Passagens aéreas para Crimeia

9. Tenerife – Espanha

Foto via Skyscanner

Foto via Skyscanner

Tenerife pertence às Gran Canárias e é uma das maiores ilhas do arquipélago. Muitas de suas cidades são bastante urbanizadas, mas há áreas completamente desertas, onde é possível admirar o céu de um jeito todo especial.

O miradouro de Masca, por exemplo, fica no alto do município de Santiago del Teide, na região noroeste da ilha. As excursões até lá são feitas de carro e, geralmente, por conta dos visitantes. Como não há nenhuma infraestrutura por perto, a dica é levar roupas adequadas, alimentos e, caso a ideia seja passar a noite toda por lá, equipamentos para acampar.

Passagens aéreas para Tenerife

10. Deserto de Sonora – México e Estados Unidos

Foto via Skyscanner

Foto via Skyscanner

As excursões noturnas dentro do Deserto de Sonora são organizadas por diferentes agências turísticas e partem principalmente de Phoenix, capital do Arizona. O objetivo, além de admirar as estrelas, é permitir que os visitantes tenham um contato mais direto com a vida selvagem típica deste deserto, observando ainda a vegetação e as várias espécies de animais que vivem na região.

Texto por skyscanner.com.br

Foto destaque via Istock/idizimage

Comentários