logo

Telefone: (11) 3024-9500

10 coisas quase de graça para fazer em São Paulo | Qual Viagem Logo

Foto por Istock/ filipefrazao

10 coisas quase de graça para fazer em São Paulo

2 de março de 2017

São Paulo, uma das maiores metrópoles do mundo! Nesta cidade tem de tudo! Quer desfrutar das delícias da gastronomia italiana? Oriental? Francesa? Você vai encontrar em Sampa. Quer comprar um eletrônico ou um presente? Lá você com certeza vai ter infinitas opções. Mas o mais importante: quer conhecer gente diferente, de todos os tipos, cores e culturas? São Paulo é o lugar certo. Mas talvez tudo isso seja muito caro, não é? Nem sempre.

Preparamos um roteiro com opções quase 100% gratuitas para você curtir São Paulo. É claro que existem muitas, mas muitas atrações deste tipo, porém selecionamos 10 delas. Confira:

1) Avenida Paulista

Foto por Istock/ shakzu

Foto por Istock/ shakzu

Já ouviu a icônica frase “Sâo Paulo – a cidade que não para”? A Avenida Paulista representa muito bem isso.  Em seus quase três quilômetros de extensão, ela possui parques, museus, prédios comerciais, espaços culturais, restaurantes e bares. Passear por ela é inteiramente gratuito, e mesmo que você não entre em nenhum lugar e não consuma nada já será um programa muito bacana. Não dá pra conhecer São Paulo sem passar pela Paulista, um dos cartões postais de SP.

2) Parque do Ibirapuera

Foto por Istock/ filipefrazao

Foto por Istock/ filipefrazao

O mais importante parque da cidade! Sua enorme área (158 hectares) existe há quase 63 anos, e conta com atrações e atividades para todos os públicos e gostos. Em sua estrutura  o Ibirapuera tem um campo de futebol, ciclovia e aluguel de bicicletas, quadras, lanchonetes e restaurante. Além disso, o espaço abriga a Fundação Bienal, o Museu Afro Brasil, o MAC – Museu de Arte Contemporânea, o MAM – Museu de Arte Moderna e muito mais. Como se não bastasse, ainda há o Pavilhão Japonês (uma réplica do Palácio de Katura, de Quioto), o Auditório Ibirapuera, que sempre recebe exposições diferentes e um planetário, que faz muito sucesso com as crianças. Resumindo, vale a pena conhecer.

3) MASP

Foto por Istock/alffoto

Foto por Istock/alffoto

 

O Museu de Arte de São Paulo – Assis Chateubriand – fica na Avenida Paulista, e faz parte da história do país.  Seu acervo inclui nomes de renomados artistas nacionais e internacionais. Mas, além das pinturas e esculturas fixas, algo que também encanta no MASP são as exposições rotativas.  O conteúdo sempre varia entre composições  de arte contemporânea, fotografia, design e arquitetura, criando uma novidade a cada visita. É grátis as terças-feiras, e nos demais dias os ingressos estão disponíveis para venda online a partir de R$ 15,00.

4) MIS – Museu da Imagem e Som

Foto Divulgação

Foto Divulgação

 

O MIS existe desde 1970 e possui mais de duzentos mil itens para serem vistos, como fotografias, filmes, vídeos e cartazes.  É um museu despojado, que visa se identificar com todos os visitantes. Recentemente o espaço tem se destacado com importantes exposições temporárias, que atraem público de todo o mundo. Sem dúvidas é um local para se conhecer e apreciar arte de uma maneira diferente. O acesso às atrações é gratuito às terças-feiras, e nos demais dias os ingressos ficam na casa dos R$ 10,00.

5) Museu do Futebol

Foto por Istock/ shakzu

Foto por Istock/ shakzu

 

Inaugurado em 2008, é um dos museus mais recentes de SP.  A construção fica embaixo das arquibancadas do estádio do Pacaembu, e as exposições remontam a história de uma das maiores (se não a maior) paixão dos brasileiros: o futebol. As salas variam entre atrações visuais e interativas, e é fácil se emocionar com os painéis e fotos do local. Além disso, você vai descobrir muitas curiosidades sobre o esporte, e pode até mesmo encontrar algum atleta por lá. Aos sábados a entrada é franca, porém nos demais dias o ingresso sai por R$ 10,00.

6) Estação da Luz + Prédio do Museu da Língua Portuguesa

Foto por IStock/ alffoto

Foto por IStock/ alffoto

 

A Estação da Luz encanta pela sua arquitetura. Os prédios estão de pé desde 1901. O interior, onde os trens param para o embarque e desembarque de passageiros é uma viagem no tempo. A composição das pilastras e os detalhes do terminal vão te levar ao século passado. Além disso, na Luz fica também o prédio que abrigava o Museu da Língua Portuguesa, que pegou fogo em 2015 e está sendo restaurado.

7) Theatro Municipal

Foto Divulgação

Foto Divulgação

O lugar é estonteante. A construção tem estilo renascentista, e o teatro não deve nada para alguns que vemos em filmes de Hollywood. A programação é eclética, e vai desde dança à apresentações de música erudita. Ainda que muitas atrações sejam pagas, conhecer o espaço é um passeio muito bacana, que mostra muito da cultura brasileira.

8) Pinacoteca

Foto por Istock/ alffoto

Foto por Istock/ alffoto

 

O prédio da Pinacoteca do Estado de São Paulo também data dos anos 1900. É um dos mais importantes museus de arte do país, e fica pertinho da Estação da Luz. A entrada é gratuita aos sábados e lhe permitirá ver inúmeras exposições, principalmente de artistas brasileiros. Além da imponência do prédio, a Pinacoteca é fundamental para compreender nossa história verde e amarela.

9) Mercado Municipal

Popularmente conhecido como “Mercadão”, é uma construção que fica no centro históric

Foto por Istock/ filipfrazao

Foto por Istock/ filipfrazao

o da cidade e tem cerca de 12 mil m². O lugar reúne comerciantes de todos os cantos de São Paulo, e a diversidade de produtos é o principal chamariz. Você vai encontrar de tudo, com muita variedade. A entrada é franca, e se você não consumir nada, o passeio sai inteiramente grátis. Mas quero ver você resistir ao tradicional sanduíche de mortadela no pão francês.

10) Museu do Ipiranga

Foto por Istock/ alffoto

Foto por Istock/ alffoto

Não é possível acessar ao museu, pois infelizmente fechado desde 2013 para reformas, e a reabertura está prevista somente para 2022. O espaço é muito bacana, pois traz itens que remontam a história de como nos tornamos independentes de Portugal. Ainda com o museu fechado, o passeio pelos jardins é gratuito e vale muito a pena.

Texto por Heitor Herruso

Foto destaque por Istock/ filipefrazao

Comentários