logo

Telefone: (11) 3024-9500

Costão do Santinho valoriza a cultura local e apoia a pesca artesanal | Qual Viagem Logo

costao1

Costão do Santinho valoriza a cultura local e apoia a pesca artesanal

14 de junho de 2021

Com mais de 700 mil metros quadrados de Mata Atlântica preservada e localizada em uma das praias mais bonitas de Florianópolis, o Costão do Santinho Resort orgulha-se de apoiar a cultura local e a pesca artesanal. Todos os anos, durante os meses de maio a julho, o empreendimento disponibiliza a área do restaurante do Rancho do Pescador para ser o principal local de apoio para os pescadores aguardarem o melhor momento de lançar os barcos e redes ao mar em busca dos lanços de tainha.

Além de toda a estrutura de abrigo, banheiros e suporte com alimentação, o Costão disponibiliza canoas, redes e todo apoio necessário para a pesca, antes e depois dos arrastos. “O apoio aos pescadores é nossa forma de valorizar e fortalecer esta cultura que perdura por mais de 300 anos em Florianópolis e se tornou a maior fonte de renda para esses pescadores”, ressalta Rubens Régis, Diretor Comercial do Costão.

O resort também compra parte da produção para o preparo nos restaurantes e para distribuir aos colaboradores. No último dia 30 de maio, dois lanços que totalizaram mais de 9 mil tainhas foram arrastados em frente ao Rancho do Pescador, com um total de 15 toneladas do peixe, a maior da temporada até aquela data.

“De certa forma, a pesca da tainha se torna também uma atração para os hóspedes, que ficam impressionados quando veem o trabalho para recolher as redes, as rezas dos pescadores e tudo o que envolve a pesca da tainha”, considera Mila Müller, gerente de Marketing do hotel.

Pesca artesanal da tainha é tradição

A pesca da tainha é uma tradição de mais de 300 anos em Florianópolis e é o sustento da maioria dos pescadores da região. Com a pandemia de Covid-19, a safra da tainha se iniciou em maio de 2021, mas com todos os cuidados necessários para evitar a disseminação do vírus. Os pescadores devem ficar na praia apenas durante o período da pesca e durante a retirada das redes do mar e, conforme os decretos do Governo do Estado, têm de respeitar o distanciamento de 1,5 metro entre cada pessoa e é obrigatório o uso de máscara.

Texto por: Agência com edição Eliria Buso

Foto: Divulgação

Comentários