logo

Telefone: (11) 3024-9500

7 lugares para visitar no centro histórico de Quito | Qual Viagem Logo

istock-824112120

7 lugares para visitar no centro histórico de Quito

24 de janeiro de 2019

Quito foi a primeira cidade no mundo a ser reconhecida como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. E é fácil entender o motivo: seu centro histórico é o maior e mais bem preservado de toda a América Latina. Entre ruas estreitas e belas praças, encontre sobrados coloniais de todas as cores, museus e um amplo patrimônio religioso composto por 40 igrejas e capelas e 16 conventos e monastérios. Apesar de algumas ladeiras pelo caminho, o centro de Quito é perfeito para conhecer a pé. Separamos aqui alguns pontos turísticos que não podem faltar no seu roteiro por lá:

Plaza Grande

Foto por iStock / DC_Colombia

Foto por iStock / DC_Colombia

Ponto principal do centro histórico, a Plaza Grande é arborizada, bem movimentada e rodeada por importantes construções, como o Palácio Presidencial, o Palácio Arcebispal, a Prefeitura e a Catedral. No centro está o monumento à independência.

Catedral de Quito

Foto por iStock / f11photo

Foto por iStock / f11photo

Um dos templos mais antigos da América do Sul, a Catedral de Quito abriga uma grande coleção de obras de arte. Uma dica é subir até a parte exterior das cúpulas, por meio de um labirinto de escadarias e túneis estreitos. Garantia de fotos deslumbrantes, a vista para a Plaza Grande é imperdível. A visita completa (igreja, museu e cúpulas) custa US$ 4,00.

Igreja de la Compañía

Foto por iStock / Tiago_Fernandez

Foto por iStock / Tiago_Fernandez

Belo exemplar da arquitetura barroca, a Igreja de la Compañía é deslumbrante tanto por seu interior, coberto por folhas de ouro do chão ao teto, quanto por sua fachada, que foi construída com pedras vulcânicas. A visita, que pode ser acompanhada de um guia, custa US$ 5,00.

Convento e Igreja de San Francisco

Foto por iStock / diegograndi

Foto por iStock / diegograndi

Esse é um dos maiores e mais importantes complexos coloniais do continente, com quase 40 mil m². Em frente, a Plaza de San Francisco.

Casa del Alabado

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Um dos principais centros culturais de Quito, a Casa del Alabado é um museu de arte pré-colombiana. Seu acervo reúne peças indígenas ancestrais encontradas por todo o território do Equador, como esculturas e outros achados incríveis. O ingresso custa US$ 6,00.

Mercado de San Francisco

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Aberto desde 1893, foi o primeiro mercado da cidade. Além de ingredientes e receitas locais, você pode encontrar ali uma tradição ancestral: a “limpia”. Trata-se de um ritual feito com plantas medicinais para tirar as más energias e até combater o estresse.

La Ronda

Foto por QUITO TURISMO

Foto por QUITO TURISMO

Tradicional área boêmia de Quito, La Ronda é uma simpática rua que está sempre enfeitada e é repleta de sobrados coloridos, onde estão ateliers, lojas de produtos artesanais, cafés, restaurantes e sorveterias. O local foi todo revitalizado e fervilha com novos estabelecimentos e uma animada vida noturna.

Mais informações em: quitotravel.ec

Texto por: Patrícia Chemin. A jornalista viajou com o apoio do Quito Turismo e com a proteção do seguro viagem da GTA – Global Travel Assistance.

Foto destaque por: iStock / Elijah-Lovkoff

Comentários