logo

Telefone: (11) 3024-9500

A charmosa São Francisco, para iniciantes | Qual Viagem Logo

Cable car and Transamerica building in San Francisco

A charmosa São Francisco, para iniciantes

11 de março de 2016

Imagem destacada – iStock/ventdusud

Tema de músicas, cenário de filmes, residência de diversos artistas e dona de um dos cartões postais mais famosos do mundo, esta cidade não precisa de mais evidências de que precisa ser visitada. São Francisco é daquelas cidades de que para onde se olha, tem algo para ser visto.

Situada no estado da Califórnia, a cidade tem a conexão com o continente por um lado e pelo outro é cercada pelas águas do oceano Pacífico, onde está a Baía de São Francisco e os icônicos piers. Além disso, estão dentro de seu território algumas ilhas, incluindo a ilha de Alcatraz que abrigava o famoso e hoje desativado presídio de mesmo nome. Este excesso de águas demandou a construção de pontes fazendo com que uma delas, a ilustre Golden Gate, se destacasse para o mundo.

E não para por aí. O terreno acidentado, cheio de ladeiras, exigiu criatividade dos administradores do passado que criaram mecanismos para tornar viável o transporte em bondes. Utilizados até hoje, levam moradores e turistas para desfrutar do que a cidade tem de melhor, sejam restaurantes, museus, compras ou os passeios ao ar livre.

Veja abaixo as nossas super-dicas para desfrutar de São Francisco ao máximo !

 

Chegando e Circulando

Existem diversas rotas e roteiros para ir a São Francisco. Para quem vai visitar somente a cidade, a chegada é dada pelo aeroporto San Francisco International (SFO), que fica em torno de 35km a sul da cidade. Voos que saem do Brasil geralmente fazem escala em Huston, Dallas, Atlanta ou ainda pelo Panamá ou Cidade do México. Os preços variam de acordo com a temporada, mas em média saem USD 1200,00 ida e volta.

Do aeroporto para a cidade existem várias formas de transporte público. O BART – Bay Area Rapid Transport, é um sistema de Metro. O Ticket de uma ida, custa aproximadamente USD 8,00 (varia quanto ao horário e a distância). Outra opção são os trens da Caltrain. Os tickets variam de USD 3,75 a 13,75 dependendo da distância que é segmentada em zonas. E por fim os ônibus da SamTrans que custam em média USD 2,25 para uma viagem só de ida. Maiores informações podem ser encontradas no site oficial do aeroporto.

Se prefere o conforto de não ter que empurrar suas malas, ainda existe o velho e bom taxi. A corrida até o centro sai por volta de USD 50,00.

É importante ressaltar que São Francisco é uma das paradas para quem faz a rota de carro da Highway 1 (ou também conhecida como The Pacific Coast Highway). Se você está planejando uma viagem para a Califórnia deve pensar com carinho em fazer esta rota de carro que vai beirando o litoral e que tem paisagens magníficas. Ela começa em Los Angeles, por 660 milhas até São Francisco.

Consulte os serviços do The Explorer para ter um roteiro detalhado de acordo com o seu perfil.

Em São Francisco existem diversos modais de transporte. Os ônibus e o metrô atendem bem as regiões turísticas. Porém o charme da cidade e que também não deixa de ser uma atração, são os bondes que fazem pequenos trajetos de norte a sul e leste a oeste.

BONDE_FLICKR

Bondes – fonte: Flckr

 

Basicamente existem 3 linhas. As linhas Powell-Mason e a Powell-Hyde, fazem o trajeto norte-sul. Ambas começam no mesmo ponto, na Powell com a Market Street. Entretanto, a Powel-Mason, passa por Nob hill até a Bay Street no Fisherman´s Wharf. Já a Powell-Hyde, passa pela Russian Hills e terminam no Aquatic Park, perto da Ghiradelli Square. Ambas terminam uma próxima da outra, porém em lugares distintos da Fisherman´s Wharf. Já a terceira linha, a California, trafega pela trajeto leste-oeste, partindo do Financial District, atravesando Chinatown pela Nob Hill até a Van Ness Avenue. Para não se perder, preste atenção nas placas dos próprios bondes. Um ticket de ida, custa USD 7,00 enquanto que um ticket para um dia todo custa USD 20,00.

Verifique o nome da linha - fonte: Flckr

Verifique o nome da linha – fonte: Flckr

 

Como os bondes são uma atração importante em São Francisco, pode-se imaginar e esperar grandes filas. A recomendação é que se faça o trajeto logo cedo saindo da Market Street.

 

Atrações

Uma das principais atrações de São Francisco, são as pessoas. Sempre dispostas a ajudar, talvez sejam a principal fonte de uma boa dica de um local que só os locais conhecem. Além dos seus habitantes, a própria cidade é uma atração, com suas ladeiras, os bondes, e o respectivo cheiro de mar. Programe de 3 a 5 dias para conhecer a cidade com calma.

Você pode explorar a cidade dividindo-a em bairros. Para iniciar, minha sugestão é pegar o bonde da linha Powell-Hyde logo cedo (dependendo de onde você vai se hospedar). Ele para no topo da Lombard Street (a rua com mais curvas no mundo) onde todos descem para tirar fotos, inclusive da vista da baía de São Francisco.

Lombard Street - fonte: Flickr

Lombard Street – fonte: Flickr

 

Depois pegue o próximo bonde e continue até a Ghirardelli Square. Lá fica a famosa loja de chocolates da Ghirardelli. Você vai saber que está próximo pelo aroma no ar. Infelizmente não é possível visitar a fábrica, mas pode-se se deliciar com os chocolates e os incríveis sorvetes que eles oferecem (é uma boa opção voltar lá depois do almoço).

Ghirardelli Store - fonte: Flickr

Ghirardelli Store – fonte: Flickr

 

Depois siga a pé até o Fisherman´s Wharf uma região repleta de lojinhas e restaurantes especializados em caranguejos e frutos do mar. Lá também está o Museu marítimo. Os barcos ficam atracados nos piers onde se pode andar a pé gratuitamente. Para entrar nos barcos, tem uma taxa de 5 dólares. As principais atrações do museu são o navio Bacluta de 1886 e o submarino USS Pampanito.

Fisherman Wharf´s - fonte: The Explorer

Fisherman Wharf´s – fonte: The Explorer

 

Em frente ao submarino está o Musee Mecanique, um galpão com uma coleção de games desde de o início do século passado. Talvez alguns ainda mais antigos. Incrível !

 

MUSEE_MECANIQUE_THEEXPLORER

Musee Mecanique, jogos antigos – fonte: The Explorer

Continuando o passeio, mais 1km a frente, está o Pier 39. Parece mais um cenário de filme, ou destes locais tipo Disney World, com uma grande quantidade de lojas e restaurantes de grandes franquias americanas. Não deixe de ver os leões marinhos que disputam o seu lugar ao sol.

 

PIER 39 - fonte: The Exploer

PIER 39 – fonte: The Exploer

 

Da região do Pier 39 saem diversos passeios de barcos que fazem algumas rotas pela baía de São Francisco, passando por baixo da Golden Gate e dando a volta em Alcatraz. Inclusive, há uma visita guiada pela prisão. Informe-se nos pontos de venda dos passeios.

Alcatraz - fonte: Flickr

Alcatraz – fonte: Flickr

 

Pode-se continuar o passeio a pé, contemplando a baía ou pegar um transporte público para a próxima atração: O Pier 7, um charmoso pier de onde pode-se contemplar uma bela vista e o Ferry Building onde funciona um mercadão. Diversas lojas de queijos, vinhos , pães. Outra de objetos de arte e decoração. Nos finais de semana costuma lotar!

PIER 7 - fonte: Flickr

PIER 7 – fonte: Flickr

 

Se quiser dar um “break” nos programas de paisagem e quiser fazer umas compras e andar um pouco pela cidade, a Union Square é onde dever ir. A praça ganhou este nome por ser o ponto de encontro dos partidos pró União durante a guerra civil. Hoje é um grande centro comercial com uma grande diversidade de lojas para todos os gostos, desde as mais simples, até as lojas de alto padrão.

 

UNION SQUARE- fonte: Flickr

UNION SQUARE- fonte: Flickr

 

Andando um pouco para o norte, encontrará China Town. Dizem que é o maior bairro chinês fora da China. Notará que chegou ao bairro pela decoração característica como os dois leões de pedra que guardam o bairro. Deixe-se perder pelo bairro, pelas lojas de bugigangas e pelos mercadinhos.

CHINA TOWN - fonte: Flickr

CHINA TOWN – fonte: Flickr

 

Que tal terminar o dia com uma vista panorâmica na Coit Tower? Localizada em Telegraph Hill, a torre foi construída em 1933 financiada por Lillie Hitchcock Coit que deixou parte de sua herança para a cidade, a fim de que investissem e a deixassem ainda mais bela. No topo, uma vista de 360º. A taxa para subir é de 3 dólares. Não deixe de ver a exposição de painéis no térreo. Diversos artistas deram sua visão sobre a Grande Depressão.

 

COIT TOWER - fonte: Flickr

COIT TOWER – fonte: Flickr

 

Reserve um dia inteiro para fazer um passeio pela Golden Gate até Sausalito, a lindíssima cidade do outro lado da baía de São Francisco. Aqui vai muito do perfil do viajante, se prefere ir de carro, bicicleta ou de balsa (Ferry). Cada um destes modais de tranporte vai lher trazer experiências diferentes. Se for de bicicleta por exemplo (se precisar, alugue uma em Fisherman´s Wharf), existem vários mirantes pela costa onde pode-se apreciar a vista. Poderá cruzar a ponte Golden Gate e parar no ponto que achar melhor para tirar uma fotografia. O melhor de tudo, é que se você estiver muito cansado pode voltar de Ferry junto com a sua bicicleta.

Golden Gate - fonte: Flickr

Golden Gate – fonte: Flickr

 

Indo e voltando de Ferry (saindo pela Ferry Building), você terá uma vista privilegiada de Alcatraz e da Golden Gate. Já de carro, lhe da um certo conforto para cruzar a ponte e visitar alguns lugares da região que tem o acesso um pouco mais difícil. Uma parada obrigatória é o Marin Headlands, considerado o mirante mais bonito para apreciar a Golden Gate. Consulte o serviço do nosso site The Explorer; para ter um roteiro bem detalhado e personalizado !

Outra parada na região é o Palace of Fine Arts, criado em 1915 para ser a principal atração da feira de comemoração do Canal do Panamá e também para mostrar ao mundo como a cidade estava preparada para ser reconstruída depois do grande terremoto de 1906. A estrutura foi inspirada nas ruínas romanas e hoje abriga uma lindo jardim com centro de exposições, um magnífico teatro e o Exploratorium, uma espécie de museu da ciência para crianças.

Palace of fine arts - fonte: The Explorer

Palace of fine arts – fonte: The Explorer

 

São Francisco pode ser visitada de várias maneiras diferentes. Existe também o roteiro chamado 49 miles scenic drive uma rota ser feita de carro que faz todo o contorno da cidade, passando por exemplo pelo Golden Gate Park, pelas casas Victorianas – as Painted Ladies, – seis casas que sobreviveram a um incêndio que devastou a cidade e outros principais pontos turísticos da cidade. Inclua também no seu roteiro a cidade de Napa Valley e suas vinícolas (publicaremos em breve em outro post).

Painted Ladies - fonte: Flickr

Painted Ladies – fonte: Flickr

 

Em cada região há um detalhe a parte para ser visitado, dependendo do gosto de cada viajante. Para ter um roteiro personalizado e detalhado com os seus gostos visite o The Explorer. Temos um serviço especializado para encontrar as melhores atrações de acordo com o seu perfil. Estamos esperando o seu contato [email protected]!

Onde Comer

São Francisco é um dos lugares mais bem servidos de restaurantes do planeta. Pode-se encontrar famosas cadeias americanas como os fantásticos Cheesecake Factory, Bubba Gump e o Hard Rock Café. Não deixe de comer um King Crab (Caranguejo gigante) e outros frutos do mar no Joe´s Crab Shack. Experimente também um sushi no Tsunami Sushi. Os sushis são bem diferentes aos que estamos acostumados. A coloração e o sabor são únicos ! Se quiser um almoço ou jantar mais refinado e com uma bela vista, procure a Cliff House.

Menu, casa de King Crab - fonte: The Explorer

Menu, casa de King Crab – fonte: The Explorer

Onde se hospedar

Recomendo basicamente dois bairros. Ou alguns hotéis próximos à Union Square, onde você terá fácil acesso a restaurantes e cafés. E de lá facilmente pode pegar o bonde para a região dos Piers. Ou na região de Fisherman Wharf, que tem o atrativo de ficar mais perto do litoral. Em relação a preço, quanto mais longe do centro comercial, menor o custo. Uma opção bem diferente é alugar uma casa. Hoje existem vários sites onde pode-se alugar com segurança. Assim você poderá saber como é viver em São Francisco.

São Francisco, Estados Unidos- informações gerais:

  • Idioma: Inglês.
  • Moeda: Dollar
  • Visto: É necessário visto americano.
  • Melhor época para ir: Evite ir no Inverno. A cidade é fria na maior parte do ano e intensifica no inverno. Por ser perto do litoral venta muito e a sensação térmica acaba tirando alguns ºC do termômetro.
  • Roupas: Levar roupas que protegem do vento.

 

Gostaria de receber um roteiro personalizado para a sua viagem? Contrate o serviço de Personal Travel Consultant do The Explorer, e tenha em mãos um conteúdo exclusivo de acordo com o seu perfil! Programação, Atrações, Passeios, Entretenimento, Restaurantes, Mapas com rotas e até mesmo uma planilha com o Budget de sua viagem.

Entre em contato!
E-mail: [email protected]

Siga-nos no Facebook! facebook /theexploreroficial/

the_explorer_CMYK_end

Natan Zekcer

Natan Zekcer

Natan deixou seu trabalho na indústria automobilística para estudar MBA em Londres, onde morou por 2 anos. Sua paixão sempre foi viajar e conhecer o que o mundo pode proporcionar de experiências de vida. Conhecer lugares inusitados; pessoas; outras culturas e as respectivas gastronomias, são os prazeres que lhe enriquecem a alma. Já viajou pelos 5 continentes e desde que voltou ao Brasil, fundou o site The Explorer que tem ajudado viajantes de todo o mundo com roteiros personalizados e dicas de viagem.
Natan Zekcer

Últimos posts por Natan Zekcer (exibir todos)

Comentários