logo

Telefone: (11) 3024-9500

Girona: a pequenina cidade medieval da Catalunha | Qual Viagem Logo

Foto via iStock/ KavalenkavaVolha

Girona: a pequenina cidade medieval da Catalunha

29 de junho de 2018

A Espanha possui diversas cidades e vilarejos medievais que estão bem conservados até hoje, e Girona faz parte desse grupo seleto. Situada a poucos quilômetros de Barcelona, a pequena província é cheia de atrativos e de fácil acesso para quem quer visitar.

Com mais de 2 mil anos de história, Girona, assim como outras cidades europeias, passou pelas mãos de judeus, muçulmanos, romanos e cristãos, que deixaram um pouco de cultura em cada pedacinho do lugar. Devido a tamanha diversidade cultural, o visitante vai encontrar igrejas, mosteiros, banhos árabes e bairros judaicos.

Foto via iStock/ nito100

Foto via iStock/ nito100

O centro histórico da cidade é repleto de elementos antigos que remetem à diversas culturas que ali passaram, no entanto, um dos pontos mais marcantes é a Muralha de Girona, construída pelos romanos no século XIV.

Foto via iStock/ Nellmac

Foto via iStock/ Nellmac

Durante as fortes investidas de Napoleão Bonaparte para invadir a cidade, foram as muralhas que seguraram por meses as tropas francesas, antes de conseguirem adentrar e dominar a região por cerca de quatro anos.

O passeio que é feito pela Muralha é gratuito e acessível para todos.

Os Banhos Árabes foram construídos na Idade Média e inspirados nos banhos românicos. Apesar da prática ter sido iniciada pelos Caldeus, foi o povo romano que a popularizou. Antigamente, os banhos públicos eram considerados bem normais, já que homens, mulheres e até mesmo escravos podiam utilizar o espaço.

Foto via iStock/ LexyLovesArt

Foto via iStock/ LexyLovesArt

Apesar de estar aberto ao público, não é possível tomar banho dentro do local, mas vale muito a pena observar a antiga construção muito bem preservada e cheia de detalhes ricos. A entrada custa apenas £2.

Foto via iStock/ LexyLovesArt

Foto via iStock/ LexyLovesArt

Ruas estreitas de pedra, pátios medievais e pequenos labirintos formados pelas casas são algumas características marcantes do Bairro Judeu, também conhecido como Call ou El Cali. A região é uma das mais preservadas do mundo e mostra a importância cultural judaica em Girona.

Foto via iStock/ engineervoshkin

Foto via iStock/ engineervoshkin

A Catedral e Basílica de Saint Feliu é uma das construções mais representativas do estilo gótico na Espanha. A igreja, que lembra muito um castelo, possui uma enorme herança cultural por possuir diversas obras de arte, como alguns dos primeiros sarcófagos cristãos, e o Cristo Reclinado, que datam os séculos IV e XIV, respectivamente. Além, é claro, da própria edificação em si, que tem a nave gótica mais larga do mundo.

Foto via iStock/ phant

Foto via iStock/ phant

A visita pela Catedral e Basílica custa £7 com guia de áudio, e inclui a visita cultural pela nave, pelos tesouros e claustro.

Girona merece destaque por seus incríveis conjuntos arquitetônicos e, um em especial, as casas coloridas de Onyar, no estilo art noveau.

As casinhas que ficam à beira do rio Onyar compõem um dos cenários mais emblemáticos da cidade. A rua Rambla Llibertat, cartão-postal da cidade, fica bem no meio do caminho para o centro histórico e a parte mais nova de Girona.

Foto via iSock/ Peter_Horvath

Foto via iSock/ Peter_Horvath

Uma das casinhas que está aberta para visitas é a Casa Masó, da família do arquiteto Raphael Masó. O local hoje é um museu, por ser uma edificação de extrema importância e valor cultural, além de ter sido construída pelo próprio Raphael.

Girona foi uma das cidades que serviram de locação para as gravações do aclamado Game of Thrones.

Texto por: Carolina Berlato

Imagem Destacada via iStock/ KavalenkavaVolha

Comentários