logo

Telefone: (11) 3024-9500

A Amsterdam de todos nós! | Qual Viagem Logo

amsterdam-olivier-duquesne

A Amsterdam de todos nós!

13 de dezembro de 2016

Foto destacada – Flickr / Olivier Duquesne

Amsterdam é uma cidade surreal! O charme vem pelos 165 canais que cortam a cidade, tornando um mini arquipélago urbano. Seus quase 750 mil habitantes vivem sobre um regime liberal, onde a maconha e a prostituição são regulamentados. Mas isso não faz a cidade menos segura. Pelo contrário foi eleita umas das 20 cidades mais seguras do mundo. Aos viajantes, preparem seus espíritos para não se chocarem com os diversos contrastes presentes. De um lado os lindos museus com obras de Van Gogh e do outro o Red Light District com seus coffees shops e as casas de prostituição. Mas é justamente isso que encanta a cidade, a diversidade cultural, o respeito pela liberdade de expressão e a cordialidade das pessoas. A riqueza em cultura, entretenimento e a deliciosa gastronomia fazem desta cidade um dos melhores destinos para viajar.

Chegando e Circulando

Amsterdam é um ponto logístico importante para os Brasileiros pois também serve como conexão para outros países, tanto quando se chega ou, quanto em transição pela Europa.

Dica: A Europa é um continente distante, e por isso toda vez que programo uma viajem tento aproveitar para visitar o máximo de países possível. Uma vez lá dentro, as distâncias ficam curtas e viáveis. Sair do Brasil para qualquer país sempre requer um bom planejamento logístico. Se precisar de qualquer ajuda, me escreva, terei um enorme prazer em lhe ajudar [email protected]

O Aeroporto principal é o Schiphol e fica a 21km do centro da cidde. Existem voos diretos do Brasil para a Holanda. A Companhia aérea holandesa é a KLM que se associou a Air France há alguns anos atrás. Existem diversas companhias aéreas que acessam o aeroporto, tudo depende de onde você estiver vindo.

Caso já esteja na Europa não se esqueça das diversas possibilidades de ir de trem. Ou ainda, alugue um carro. A estradas da Europa são ótimas e além disso pode-se parar em cidadezinhas que você nem imaginava que existiam.

5 Atrações imperdíveis

Assim como outras cidades da Europa, a cidade é lindíssima e apenas um passeio pelos canais já é um programa incrível e sem custos! Mas, é claro que você não vai resistir às inúmeras atrações da cidade, uma mais interessante que a outra. Confira a seguir algumas dicas:

1. Os Canais
Como mencionado anteriormente, a cidade por si só é um charme. Andar por todas as ruelas e atravessar por todas as pontes faz parte do passeio. Mas outra opção é ver a cidade pelos barcos turísticos que passam pelos canais. Existem diferentes itinerários e em alguns você pode descer do barco, andar pelo local e pegar o próximo. Alguns passam pelos pontos turísticos, outros são temáticos com música a bordo e outros para jantar.

 

Canais de Amsterdam - Fonte: Flickr/ Iris Aldeguer

Canais de Amsterdam – Fonte: Flickr/ Iris Aldeguer

 

2. Red Light District
Amsterdam tem as suas bizarrices que naturalmente se tornaram atrações turísticas. O Red Light District é uma delas. Na holanda a prostituição é licenciada e paga imposto. Neste bairro estas profissionais alugam janelas das casas para se exibirem e colocarem seus serviços a venda, como uma vitrine. Entre as profissionais, estão moças mais novas e “mais velhas”, travestis, e, enfim, outras variações que nunca sabemos definir…
O bairro já é mais uma atração turística. É comum ver grupos de excursões liderados por um guia com uma bandeirinha hasteada passando pelo local. Existem policiais a paisana rondando o bairro todo o tempo. Embora o nível de segurança seja elevado, é sempre bom ficar atento, principalmente a noite. Mesmo que você tenha uma visão promíscua da coisa (e com razão), vale a pena conferir, por ter se tornado um ponto turístico.

 

Redlight District - Fonte: Flickr / Steve Parker

Redlight District – Fonte: Flickr / Steve Parker

 

3. Anne Frank Huis – Casa de Anne Frank
Você já ouviu falar do diário de Anne Frank ? Provavelmente sim, afinal é uma das histórias mais famosas do mundo. A visita a casa de Anne Frank, hoje um museu, é uma das principais atrações de Amsterdam, mesmo para quem não é fã de museus.

Anne Frank era uma adolescente judia que ficou por 2 anos escondida em um cômodo secreto junto com seus pais, irmã e outra família durante a segunda guerra. Neste período macabro, escreveu um diário com os horrores e dificuldades que enfrentavam dia após dia, até serem encontrados pelos alemães e deportados. Anne e todos os demais morreram em diferentes campos de concentração, com exceção de seu pai que publicou o diário da filha em 1947. Mais de 13 milhões de exemplares foram vendidos, e o livro publicado em 50 idiomas.
Na visita à casa segue-se um percurso que passa pelo esconderijo com acesso a várias informações, fotos e vídeos. Pode-se ter a noção, mesmo que breve, de como foi viver ali naquela época. Uma recomendação pessoal, no esconderijo, olhe pela janela, e imagine os soldados nazistas marchando pelas ruas. Não deve ter sido fácil.

 

Anne Frank - Fonte: Flickr / Anne Day Donaldson

Anne Frank – Fonte: Flickr / Anne Day Donaldson

 

4.Rijksmuseum
O principal museu de Amsterdam, o maior museu de arte da Holanda. Mesmo os não adeptos a museus devem visitar pelo menos o projeto arquitetônico do prédio. No museu estão as obras de Vermeer como a The Kitchen Maid, Van Gogh e Rembrandt e seus auto-retratos. Além disso de Rembrandt estão também as obras The Nightwatch e The Jewish Bride.

 

Fonte: Flickr / Ed Webster

Rijksmuseum – Fonte: Flickr / Ed Webster

 

5. Heineken Experience
Para os amantes de cerveja, definitivamente um lugar que você deve ir. Trata-se de uma atração da Heineken, a cerveja holandesa mundialmente famosa. O local é uma exposição interativa da história da produção desta magnífica cerveja. Conta-se a história da empresa, assim como passo a passo de como se faz uma Heineken, até a distribuição e as campanhas publicitárias. O tour conta com um mini-filme 4D, além de várias outras brincadeiras interativas.

 

Heineken Experience - Fonte: The Explorer

Heineken Experience – Fonte: The Explorer

 

 

Amsterdam é um local repleto de atrações. Caso queira saber mais, visite o site do The Explorer – The Explorer. Fazemos roteiros personalizados com o seu gosto ! Escreva para nós para [email protected]

Compras

Se o seu programa é ver lojinhas, na Nieuwendjik, o calçadão próximo à Damrak, vai poder encontrar centenas delas. Para quem quer artigos mais sofisticados e de marca, em Amsterdam existem vários shoppings centers. Entre eles: Bijenkorf (praça Dam), Magna Plaza (praça Dam) e o Kalvertoren (na Kalverstraat).

 

Snack time

Uma das coisas que eu mais gosto de fazer quando viajo, é pegar algo típico do país para comer e encontrar um lugar bem calmo como uma praça ou um destes restaurantes ao ar livre para ficar apreciando a paisagem.
Abaixo algumas delícias que recomendo você experimentar:

1.Pommes Frites – Existe uma briga de quem inventou antes esta iguaria, se Bélgica, França ou Holanda. O que importa é comer. São batatinhas fritas bem diferentes das do Brasil, que vem embaladas em um cone. Para comprar e sair comendo. Recomendo principalmente se o clima estiver frio. Da uma esquentada na alma. Você pode pedir com vários molhos diferentes como maionese, curry, mostarda, entre outros.

 

Loja de Batatas Fritas no Cone - Fonte: The Explorer

Loja de Batatas Fritas no Cone – Fonte: The Explorer

 

2.Herings: Hering é um peixe típico da Europa. Os Europeus em geral o comem em um sandwiche de pão, maionese e pickles. Ele é servido cru, como sushi. Onde encontrar: em barraquinhas espalhadas pela cidade.
foto – herings

 

Barraquinha de Herings - Fonte: The Explorer

Barraquinha de Herings – Fonte: The Explorer

 

3.Stroopwaffles: O que o brigadeiro é para os brasileiros, o stroopwaffle é para os holandeses. Trata-se de dois biscoitos waffle que envolvem uma fina camada de caramelo. Existem dois tipos. Os industrializados que podem ser encontrados facilmente em qualquer lugar. E os artesanais que são vendidos em barraquinhas. Eles são servidos quentes e são bem maiores que os industrializados. Em alguns cafés eles são servidos como acompanhamento. Os holandeses geralmente os colocam em cima do café para aquecer.

 

Stroopwaffel - Fonte: Flickr / Reisen aus Leidenschaft

Stroopwaffel – Fonte: Flickr / Reisen aus Leidenschaft

 

 

4.Queijos: Os queijos holandeses são simplesmente espetaculares. Acho que o clima frio faz as vacas produzirem um leite de melhor qualidade. Em Amsterdam atrás do mercado de flores existe uma ruela com várias lojinhas onde pode-se comprar e experimentar de tudo. Se quiser, pode também deixar para comprar no aeroporto. O preço não é muito diferente.  Dica – a mostarda deles também é formidável.

 

Loja de Queijos - Fonte: The Explorer

Loja de Queijos – Fonte: The Explorer

Onde se hospedar?

Quanto mais afastado do centro, maior a chance de você pegar uma boa promoção. A minha recomendação é que se for reservar um hotel longe do centro, o reserve perto de alguma estação de metro ou tram. Ou se estiver num momento financeiro bom, procure um hotel próximo à praça Dam.

Evite áreas um pouco mais perigosas como o Red Light District, embora a segurança não seja uma grande questão em Amsterdam, certos bairros merecem um pouco mais de atenção.

Gostaria de receber um roteiro personalizado para a sua viagem? Contrate o serviço de Personal Travel Consultant do The Explorer, e tenha em mãos um conteúdo exclusivo de acordo com o seu perfil! Programação, Atrações, Passeios, Entretenimento, Restaurantes, Mapas com rotas e até mesmo uma planilha com o Budget de sua viagem.
Entre em contato!

E-mail: [email protected]

Siga-nos no Facebook e no Instagram! facebook /theexploreroficial

the_explorer_CMYK_end

Natan Zekcer

Natan Zekcer

Natan deixou seu trabalho na indústria automobilística para estudar MBA em Londres, onde morou por 2 anos. Sua paixão sempre foi viajar e conhecer o que o mundo pode proporcionar de experiências de vida. Conhecer lugares inusitados; pessoas; outras culturas e as respectivas gastronomias, são os prazeres que lhe enriquecem a alma. Já viajou pelos 5 continentes e desde que voltou ao Brasil, fundou o site The Explorer que tem ajudado viajantes de todo o mundo com roteiros personalizados e dicas de viagem.
Natan Zekcer

Últimos posts por Natan Zekcer (exibir todos)

Comentários