logo

Telefone: (11) 3024-9500

Alagoas: Praias, lagoas e lagostas | Qual Viagem Logo

Foto por Istock/ bitenka

Alagoas: Praias, lagoas e lagostas

31 de dezembro de 2016

O litoral de Alagoas talvez reúna as praias brasileiras mais belas do Nordeste. Os visitantes se encantam pela tranquilidade do mar e pela cor azul esverdeada da água.

Além de sua deslumbrante natureza, o estado ainda propicia ao turista um passeio pela história e cultura do Brasil. A gastronomia, com predominância de frutos do mar –  sururus, lagostas, camarões, maçunim, peixadas e fritada de siri –, além das iguarias de origem indígena e africana, como beiju, mungunzá e carne de sol, conquista os turistas. É em Maceió que se come a melhor tapioca do Brasil. Na praia de Ponta Verde várias barraquinhas das tapioqueiras  oferecem mais de 30 sabores da iguaria, entre opções doces e salgadas.

Foto por Istock/ PeskyMonkey

Foto por Istock/ PeskyMonkey

Maceió é o ponto de partida para conhecer  230 km do litoral alagoano. A cidade tem praias famosas e bem estruturadas como Jatiúca, Ponta Verde, Pajuçara, cuja fama se espalhou devido às suas piscinas naturais e a belíssima Praia de Parupueira.

Explorando o litoral sul do estado, vale perder um dia todo na paradisíaca  Praia do Gunga, a 30 km da capital, que tem um trecho de mar aberto – com um “ mar de coqueiros” a perder de vista – e uma parte bem tranquila na foz da Lagoa do Roteiro. No percurso, conheça também  Barra de São Miguel, com sua extensa barreira de recife e deliciosas piscinas naturais para a criançada.

Quem segue pelo norte do estado pode se surpreender com a beleza das praias de Guaxuma, Graça Torta, Riacho Doce,  Sereia, Pratagy, Ipioca, Paripueira, Sonho Verde, Tabuba, Ilha da Crôa e Carro Quebrado, que, a 55 km do centro da capital, surpreende pelas falésias que se desmancham nas areias coloridas.

Reserve um tempo para passear pelo centro histórico de Maceió. Vale a pena visitar o Palácio Floriano Peixoto, o edifício da Assembleia Legislativa, a Catedral Metropolitana, a Igreja Bom Jesus dos Martírios e os museus Pierre Chalita, de arte sacra, e Théo Brandão. Não deixe de conhecer ainda o mirante de são Gonçalo do Amarante, o sobrado do Barão de Jaraguá e o Teatro Deodoro. Os fãs de artesanato não podem deixar de ir ao Pontal das Rendeiras. É lá que se encontram os mais diversos trabalhos em rendas e bordados – de vestidos a toalhas de mesa, especialmente confeccionados em renda filé, típica da região, que apresenta tecidos coloridos e vazados.

Foto: tendcriativa via SETUR ALAGOAS

Foto: tendcriativa via SETUR ALAGOAS

Também no litoral norte em direção a Recife, recomendamos visitar durante a maré baixa as Galés de Maragogi.  Os turistas podem relaxar ou mergulhar junto a uma infinidade de peixes coloridos.  Quem prefere locais menos agitados podem optar por outras piscinas menos famosas, mas tão bonitas  como Maragogi.  Taoca e Barreira de Peroba  começam a ser descobertas e são ótimos locais para  grande relax.

Outra dica é visitar a Crôa de São Bento, uma ilhota que aparece na maré mais baixa e que forma uma praia temporária, a dez minutos de jangada da costa. Outros destaques são as praias ao norte da vila – de Burgalhau e Ponta de Mangue –, que têm um mar translúcido com diversos tons incrível de verde e azul.

Reunindo pousadas descoladas e de alta gastronomia, a Costa dos Corais, preserva vários casarões centenários. Lá está instalada a sede do Projeto Peixe-Boi; na praia do Patacho, considerada uma das mais bonitas da rota; e Japaratinga, onde existem fontes de água mineral.

Foto por IStock/ jo_bessa

Foto por IStock/ jo_bessa

Já no extremo do sul de Alagoas, o vilarejo de Pontal de Coruripe conserva ares rústicos em meio a coqueirais e muita história – já que esse foi o primeiro lugar avistado pelos tripulantes das caravelas de Pedro Álvares Cabral. Os gigantescos corais e o farol de 20 m de altura completam o belo cenário. Nos arredores, há praias desertas e deslumbrantes como Pituba, Lagoa do Pau, Barreiras, Flexeira, do Toco, do Poço, Miaí de Baixo e Miaí de Cima.

No local existem diversas lojinhas de artesanato que vendem artigos em palha de ouricuri e de taboa. É impossível não levar como souvenir tapetes, bolsas, bandejas e cestas confeccionadas pelas artesãs da cidade. A 36 minutos de Coruripe está Pontal do Peba, no município de Piaçabuçu, última praia antes das dunas e da Foz do São Francisco, onde o rio se encontra com o Oceano Atlântico. Complete ainda seu passeio conhecendo Piranhas, no sertão de Alagoas onde você poderá vivenciar mais sobre a história de Lampião e seu bando.

Onde ficar

BEST WESTERN PREMIER Maceió

Pousada Casa Caiada

Salinas de Maceio Beach Resort

Onde comer

Maria Antonieta

Basilico Ristorante Italiano

Bodega do Sertão

Quem leva

voegol.com.br

voeazul.com.br

latam.com.br

Texto por: Cláudio Lacerda Oliva

Foto destaque por Istock/ bitenka

Comentários