logo

Telefone: (11) 3024-9500

6 destinos de aventura para conhecer no Chile | Qual Viagem Logo

Hiker on coyote's rock near San Pedro de Atacama, Chile

6 destinos de aventura para conhecer no Chile

18 de julho de 2019

Foi entregue neste mês a edição da América do Sul da premiação World Travel Awards (WTA) 2019, também conhecida como o “Oscar do turismo”. Pela quinta vez consecutiva, o Chile foi eleito o “Melhor Destino de Viagem de Aventura da América do Sul”. A classificação o posiciona como um dos favoritos para vencer, novamente, o prêmio de melhor destino de aventura de todo o planeta – mesmo reconhecimento que obteve em 2016, 2017 e 2018. Saiba quais são alguns dos melhores lugares no Chile para o turismo de aventura:

Atacama

Foto por iStock / xeni4ka

Foto por iStock / xeni4ka

Febre dos últimos anos entre os brasileiros, o Deserto do Atacama é um dos principais exemplos da diversidade geográfica que faz do Chile um país tão rico na oferta de turismo de aventura e natureza. Não perca as clássicas paisagens “marcianas” do Vale de La Luna e Vale de La Muerte, passeio mais tradicional e com visuais de tirar o fôlego com seu terreno rochoso laranja-avermelhado.

Vale fazer os curiosos passeios da Laguna Cejar (tão salgada que você mergulha sem afundar) e dos Gêiseres del Tatio, que desde o começo da manhã soltam poderosas rajadas de vapor vindas do interior da Terra. Encerre com o passeio das Piedras Rojas e das Lagunas Altiplânicas, com lagos de um azul tão cristalino que formam verdadeiros espelhos d’água – no fundo, belíssimas montanhas nevadas completam o cenário.

Huilo Huilo

Foto por iStock / Jeyson Zodiac

Foto por iStock / Jeyson Zodiac

Para os amantes de florestas, rios e cachoeiras, uma ótima pedida é Huilo Huilo, reserva ambiental localizada a pouco mais de 120 km de Pucón. O ponto alto do destino são suas trilhas, com destaque para o trajeto de 90 minutos que leva às cachoeiras Salto Huilo Huilo, com uma queda de 40 metros em um belo lago encravado na floresta, e Salto El Puma, de 30 metros – o mirante de lá oferece ainda uma vista privilegiada do Rio Fuy, que corta a mata fechada da reserva.

Para os mais aventureiros, vale fazer o trekking do vulcão Mocho-Choshuenco, a 2.430 metros de altura, de onde você terá a melhor vista dos bosques e demais montanhas ao redor. Cavalgadas, mountain biking e até rafting e caiaque no Rio Fuy são outras opções para quem curte atividades esportivas ao ar livre.

Futaleufú

Foto por Divulgação / Sernatur

Foto por Divulgação / Sernatur

Localizado na região dos Lagos do Chile, em meio à Cordilheira dos Andes, Futaleufú significa “Rio Grande” no idioma dos Mapuches (povo indígena que habita o sul do país). E o rio faz juz ao nome: o local é considerado um paraíso para esportes de aventura em rios, sendo considerado um dos melhores do mundo para a prática de rafting e caiaque.

Para quem prefere atividades mais tranquilas, existem trilhas ou rotas de bike na Reserva Nacional de Futaleufú, onde você pode dar a sorte de se deparar com um Huemul, animal em ameaça de extinção e um dos símbolos do Chile, figurando no brasão do país.

Parque Nacional Pan de Azúcar

Foto por Divulgação / Sernatur / Alex Fuentes C.

Foto por Divulgação / Sernatur / Alex Fuentes C.

Dividido entre as regiões de Atacama e Antofagasta, o Parque Nacional Pan de Azúcar é uma joia ainda a ser descoberta pelos brasileiros. São 40 mil hectares de área desértica com a peculiaridade de contornar o Oceano Pacífico, oferecendo praias com uma vista única: o forte azul do mar contrastando com as montanhas rochosas do deserto.

Lá a pedida são os trekkings e as rotas radicais de mountain bike – no caminho pode encontrar ainda grandes famílias dos pinguins de Humbolt. Já para quem gosta de mergulhar, a melhor opção é visitar a Playa Branca e a Playa Los Piqueros, onde podem, além de descobrir a rica vinha marinha local, conhecer antigas embarcações que naufragaram na costa do parque.

Cajón del Maipo

Foto por Divulgação / Sernatur / Luis Felipe Pena Sandoval

Foto por Divulgação / Sernatur / Luis Felipe Pena Sandoval

Um alívio para a vida urbana de Santiago é o cânion de Cajón del Maipo, localizado dentro da região metropolitana da cidade. As opções de esportes por lá são inúmeras, indo das mais radicais, como bungee jump, rafting e tirolesa, até opções tranquilas como trekking e cavalgadas.

Na Cascada de Las Ánimas, por exemplo, você faz uma trilha até duas enormes cachoeiras antes de se aventurar no canopy do local, uma tirolesa que te leva a um voo a 60 km/h sobre o Rio Maipo. Lá você também pode fazer uma cavalgada no meio dos Andes, curtindo as montanhas e aproveitando belos mirantes de toda a região.

Torres del Paine

Foto por iStock / MBPROJEKT_Maciej_Bledowski

Foto por iStock / MBPROJEKT_Maciej_Bledowski

O Parque Nacional Torres del Paine guarda algumas das paisagens mais espetaculares da Patagônia. Possui uma área de mais de 240 mil hectares repleta de montanhas, maciços de geleiras e lagos em lindos tons de azul. Com pontos que chegam aos três mil metros de altitude, a marca registrada do parque são os cumes que lembram torres ou chifres, as famosas montanhas las Torres e los Cuernos del Paine.

É possível praticar caiaque em lugares incríveis, como fiordes e rios, caminhar sobre as geleiras em percursos guiados que duram de cinco a oito horas, escalar uma das Torres del Paine, andar de bicicleta, fazer pesca esportiva em pontos autorizados, cavalgar e navegar nos lagos.

Mais informações em: chile.travel

Texto por: Agência com edição de Patrícia Chemin

Foto destaque por: iStock / Stefan Wille

Comentários