logo

Telefone: (11) 3024-9500

10 passeios típicos e imperdíveis para fazer em Curitiba | Qual Viagem Logo

Foto por Istock/ Ziviani

10 passeios típicos e imperdíveis para fazer em Curitiba

6 de setembro de 2019

Organizada, moderna e inovadora, a capital paranaense surge como uma grata surpresa para o turista. Maior cidade do Sul do país, Curitiba é arborizada, conta com mais de 30 parques e praças, e inúmeros atrativos culturais e gastronômicos.

Para quem visita o destino pela primeira vez, listamos a seguir dez passeios em Curitiba que mostram o que a cidade tem de melhor.

Podem parecer clichê, mas são todos imperdíveis. Confira:

Ópera de Arame

Foto por Istock/ carloscardetas

Foto por Istock/ carloscardetas

Inaugurado em 1992, o espaço situado dentro do Parque das Pedreiras é um dos grandes cartões-postais da cidade e recebe todo tipo de espetáculo, do popular ao clássico.

Com estrutura tubular de teto transparente, forma uma paisagem singular em conjunto aos lagos, jardins e cascatas que a cercam.

Parque Barigui

Foto por IStock/ Pedro Moraes

Foto por IStock/ Pedro Moraes

Com 1,4 milhões de metros quadrados, o Barigui é um dos maiores parques da cidade e um dos mais visitados tanto por moradores, quanto por turistas.

Além da grande área verde, ideal para a prática de esportes e caminhadas, o parque conta rica fauna, que inclui preás, garças-brancas, tico-ticos e sabiás.

Há ainda um centro de convenções, restaurantes, quiosques e bares.

Museu Oscar Niemeyer

Foto por Istock/ R.M. Nunes

Foto por Istock/ R.M. Nunes

O MON é um dos maiores museus da América Latina, com 35 mil metros quadrados e área construída e mais de 17 mil de área expositiva. Também conhecido como “Museu do Olho”, graças ao formato de seu anexo, o espaço abriga mais de 2.200 obras de artistas reconhecidos nacional e internacionalmente.

São obras de artes visuais, arquitetura, urbanismo e design que formam um dos principais acervos da cidade.

Jardim Botânico

Foto por IStock/ VanessaBarcia

Foto por IStock/ VanessaBarcia

Inaugurado em 1991, este é mais um ícone na capital paranaense. Com inspiração nos jardins franceses, o Jardim Botânico de Curitiba chama a atenção desde sua entrada, com um caminho de flores coloridas que levam até a estufa. Ali são cultivadas diversas espécies botânicas consideradas referência nacional.

Há ainda, em sua estrutura, uma fonte de água e o jardim das sensações, formado por uma trilha onde o visitante percorre, de olhos vendados, 200 metros por entre plantas e flores nativas. É uma oportunidade incrível de interagir com a natureza dos arredores utilizando os outros sentidos.

Parque Tanguá

Foto por Renato Soares - MTUR

Foto por Renato Soares – MTUR

O Tanguá abriga uma das melhores vista do pôr do sol na cidade. Para apreciá-lo, a dica é ir até o mirante em formato de semicírculo que foi construído acima de um paredão de pedras, onde antes havia uma pedreira.

Além da vista de cima, vale a pena percorrer os 45 metros de túneis que se estendem pelo interior da pedra e hoje funcionam como uma passarela sobre as águas.

O parque conta ainda com estrutura para caminhadas e passeios de bike.

Bosque Alemão

Foto por IStock/ Rafael Serathiuk

Foto por IStock/ Rafael Serathiuk

O Bosque Alemão é um espaço para celebrar as tradições alemãs, que tanto influenciaram toda a região Sul do país. Em uma área de 38 mil metros quadrados de mata nativa, o espaço conta com atrações como a réplica de uma antiga igreja de madeira da década de 1930, a Torre dos Filósofos, a Praça da Poesia Germânica e a trilha João e Maria, que narra o conto dos irmão Grimm.

Memorial Ucraniano

Foto por IStock/ diegograndi

Foto por IStock/ diegograndi

Situado dentro do parque Tingui, o memorial conta com portal, réplica da antiga capela de São Miguel, campanário e casa de arquitetura típica entre seus principais atrativos.

Além disso, representando as tradições ucranianas, há uma exposição permanente de pêssankas, ovos pintados à mão que remontam de milhares de anos e eram preparados para presentear as divindades no início da primavera.

O espaço é uma homenagem aos imigrantes ucranianos que vieram para está região no século 19.

Catedral de Curitiba

Foto por IStock/ advjmneto

Foto por IStock/ advjmneto

Originalmente chamada de Catedral Basílica Menor de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, a igreja foi construída entre 1876 e 1893. Situada na Praça Tiradentes, é um importante patrimônio histórico do Paraná. Com estilo neogótico, se destacam principalmente os vitrais e o relógio, além da fachada imponente.

Largo da Ordem

Foto por Istock/ vbacarin

Foto por Istock/ vbacarin

Localizado no centro histórico de Curitiba, o Largo da Ordem se tornou famoso por um evento que ocorre, religiosamente aos domingos, já há alguns anos. O percurso entre as ruas São Francisco e Martin Afonso abriga bancas de diversos produtos, que vão desde comidas, algumas típicas como o pierógi, até artesanato em madeira, pedras, cerâmica e outros materiais, artigos de decoração, roupas e muito mais.

A feira ocorre das 9h às 14h.

Santa Felicidade

Foto por Cesar Brustolin/SMCS

Foto por Cesar Brustolin/SMCS

O bairro, com mais de 140 anos de história, é famoso por reunir algumas das principais opções gastronômicas da cidade.

Tendo um passado que caminha lado a lado à história da imigração italiana na região, o lugar conta, inclusive, com um mural pintado pelo artista Ferge em homenagem aos imigrantes.

Hoje o Santa Felicidade é considerado um verdadeiro ponto turístico da cidade e oferece atrativos como o Bosque Italiano e a Casa dos Gerânios.

Além, é claro, de diversos restaurantes badalados, como o tradicional Madalosso, que oferece rodízio de comida italiana.

Texto por: Eliria Buso

Foto destaque por Istock/ Ziviani

Comentários